Polícia Civil procura assassino de criador de cavalos de Bady Bassitt

A Polícia Civil procura por Eluzanio Afonso de Oliveira acusado de matar Jorge Luiz da Silva Onça, de 66 anos, com uma paulada na cabeça, na noite de terça-feira (14), em uma chácara, na zona rural de Bady Bassitt. O homem está foragido desde sexta-feira (17), quando a polícia concluiu as investigações.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ericson Sales Abufares, Euzanio era sócio de Jorge na criação de cavalos e, como a sociedade não deu certo, estava devendo dinheiro para a vítima. “Eluzanio morava e Rio Preto, separou da esposa e foi morar na chácara da vítima. No dia do crime, eles discutiram e Eluzanio deu uma paulada em Jorge. Ele também é procurado por não pagar a pensão do filho à ex-esposa”, explicou o delegado.

“Quem indicou que Eluzanio estava morando na chácara foi o filho da vítima. Ele explicou que o pai só ia no local três vezes por semana para cuidar dos cavalos e que havia cedido o local para o assassino morar, devido ao divórcio”, completou Abufares.

Ainda de acordo com o delegado, o advogado do acusado entrou em contato com a Polícia Civil e combinou que Eluzanio iria se entregar na manhã de segunda-feira (20), mas não apareceu. “Nós conversamos e entramos no acordo. Agora ele é procurado porque não apareceu para se entregar. Já foi feito o pedido de prisão temporária dele”, concluiu o delegado.

A propriedade rural onde Eluzanio morava e cometeu o crime fica na rodovia Maurício Goulart, entre Bady Bassitt e Nova Aliança, e é de propriedade da vítima. Jorge Luis da Silva Onça foi encontrado, ainda na noite de terça-feira (17), caído em um dos cômodos do imóvel, com sinais de espancamento na cabeça.

A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu durante a madrugada.

 

Por Bia MENEGILDO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS