Polícia Civil pode passar a integrar pasta da Justiça e Defesa da Cidadania

A Polícia Civil do Estado de São Paulo pode passar a integrar a pasta da Justiça e Defesa da Cidadania. Para o efetivo dessa mudança basta a publicação do decreto do governador Márcio França (PSB), ainda sem data definida. A classe vê com bons olhos essa alteração, sendo que atualmente a polícia civil integra a pasta da Segurança Pública.

Cerca de 120 delegados da Polícia Civil participaram de uma reunião em São Paulo, no último dia 17, proposta pelo Sindicato e Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, que discutiu a proposta de mudança de pasta da PC. O objetivo era a partir dos resultados levantados na reunião, definir os novos rumos a serem percorridos.

Após votação, por quase unanimidade, os delegados foram favoráveis à mudança. Durante a reunião, três delegados se manifestaram de forma contrária, mas após o debate, apenas um manteve o posicionamento contrário à alteração na hora de votar.

Para a Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de São Paulo, Raquel Kobashi Gallinati, a mudança é positiva para os policiais e também para a sociedade. “Essa mudança é muito bem vinda. Representa uma nova fase, a chance de a polícia sair da situação caótica que está vivendo e traz melhorias inclusive para sociedade”, destacou.

Gallinati afirma que a Polícia Civil atua também na manutenção não só da Lei como da Justiça e funciona como um filtro para evitar injustiça e denúncias infundadas. “A integração da Polícia Civil com o Judiciário e demais atores jurídicos como Defensoria Pública, Promotoria e Ministério Público é muito importante e objetiva a efetividade dos trabalhos”, finalizou.

 

Por Priscila CARVALHO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS