Pets precisam de atenção redobrada durante o inverno

As temperaturas amenas do inverno, que começa hoje, mudam o hábito de muitas pessoas. Bebidas quentes e agasalhos entram na rotina para aquecer os dias mais frios. Assim como os humanos mantêm cuidados específicos para nesses dias, os Pets também necessitam de uma atenção especial para evitar problemas de saúde.

A veterinária da DogHero, Amanda Peres, explica que os cães também sentem frio, mas de maneira diferente dos humanos. “Como as raças apresentam pelagens variadas, com espessuras da pele e da camada de gordura diferentes, a sensação térmica também varia bastante entre eles. Já os filhotes e idosos precisam de uma atenção especial, pois eles não conseguem regular a temperatura corporal com eficiência e podem ter quedas bruscas de temperatura corporal.”

Dhoje Interior

Neste período, é importante que os tutores fiquem atentos com alguns cuidados em relação à saúde do animalzinho. O médico veterinário André Arruda, especialista em cardiologia animal, ressalta a necessidade da alimentação e dos cuidados adequados.

“É necessário ter uma alimentação adequada, além de manter em dia os vermífugos, as vacinas e fazer controle de pulgas e carrapatos”, afirma. Segundo Arruda, algumas doenças são mais frequentes nesta época do ano. “Gripe canina, cinomose, sinais clínicos de cardiopatias e infestações por pulgas são as principais patologias do inverno”, ressalta o veterinário.

Confira algumas dicas que você deve seguir para manter seu cãozinho bem no inverno:

– Frequência dos banhos no inverno: com as baixas temperaturas, os banhos podem deixar o cão doente e, por isso, o recomendado é diminuir a frequência e, quando necessário, secá-lo muito bem para evitar que ele fique resfriado ou desenvolva infecções na pele, como a dermatite. 

– Evite os passeios em baixas temperaturas: em temperaturas muito baixas, deve-se evitar sair de casa com o animal, principalmente quando estiver ventando, chovendo ou garoando.

-Organize um local quente e confortável: durante o inverno, todo mundo quer dormir bem quentinho e os animais de estimação não são diferentes. O pai e mãe de cachorro devem oferecer uma cama bem confortável e quente nos dias mais frios. “Uma sugestão é colocar almofadas e cobertas para que ele se mantenha aquecido durante as sonecas. Mesmo que o pet seja acostumado a dormir dentro de casa, o tutor deve incrementar a caminha com os acessórios quentes para proteger o cãozinho. Também se deve evitar que o pet durma em áreas externas da casa, como varandas ou um quintal, pois as temperaturas sofrem mudanças bruscas durante a madrugada”, comenta a veterinária Amanda Peres.

Por Isabela MARTINS – Redação Jornal DHoje Interior