Pesquisa aponta que 36% dos estagiários bancam a própria faculdade

Reza a lenda que vida de universitário não é fácil e que a vida de universitário e estagiário é mais corrida ainda. Mas de acordo com a pesquisa realizada pela Companhia de Estágios, um terço dos estagiários enfrenta essa correria do dia-a-dia e ainda são os responsáveis por pagar a própria faculdade. Devido à crise financeira e, consequentemente o mercado de trabalho ter sofrido uma redução nas vagas de emprego, o investimento nos estudos com uma renda familiar por vezes apertada, fez com que os jovens acabassem assumindo a despesa da própria graduação.
O levantamento feito pela assessoria especializada no recrutamento e seleção de estagiários, realizado no primeiro semestre do ano, contou com 2.193 entrevistados de todas as regiões do país e revelou que entre aqueles que cursam uma graduação particular, 36% dos alunos pagam o valor total do curso, 30% contam com a ajuda da família e o restante possui bolsa parcial ou integral.

Foi um sacrifício que valeu a pena, pois aprendi muito e penso que a faculdade é minha poupança, daqui alguns anos vou colher os frutos desse investimento, assim espero

E dentre esses jovens que bancam totalmente a própria faculdade está a estudante rio-pretense do 4º ano de jornalismo da Faculdade Unilago, Karina Angélica Catelan, de 23 anos. Há um ano e quatro meses a jovem, que trabalha em uma assessoria de imprensa, concilia os estudos e trabalho, numa rotina bem corrida. “Meu horário de serviço é das 8h30 às 15h30, depois vou para casa, tomo um banho e já vou para a faculdade. Chego em casa depois das 22h”, contou.
Do salário da estagiária, 75% vão para o pagamento da faculdade, sendo que o restante ela usa para pagar contas e o vale transporte. Com o orçamento apertado ela não consegue ajudar tanto com o orçamento familiar e, inclusive começou a vender roupas para complementar a renda. “Há três meses comecei a vender roupas para dar uma incrementada na renda. Não foi um ano fácil financeiramente, tive que abrir mão de muitas coisas e secar as contas ao máximo, mas já estou acabando a faculdade e com esperanças na contratação”, afirmou.
A pesquisa ainda apontou que o fator financeiro não é o mais decisivo na hora de procurar uma vaga, sendo que a oportunidade de aprendizado é o item mais relevante para a maioria dos estudantes na hora de avaliar uma oferta de estágio. Esse é o maior fator de peso segundo 70,4% dos entrevistados. Os que relacionam o estágio a possibilidade de adquirir experiência profissional, corresponde a 80% dos estudantes. “Foi um sacrifício que valeu a pena, pois aprendi muito e penso que a faculdade é minha poupança, daqui alguns anos vou colher os frutos desse investimento, assim espero”, concluiu Catelan.

Por- Priscila Carvalho

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS