Pedagogos enfrentam desafios durante o isolamento

Nesta quarta-feira, 20 de maio, foi celebrado o Dia Nacional do Pedagogo. Devido a crise do coronavírus, a profissão foi uma das que mais precisou se reinventar neste período de pandemia, fazendo o possível para levar a metodologia do ensino presencial para o online.

“Há muito tempo falávamos que a tecnologia tinha que ser inserida no ensino e a pandemia fez com que isso ocorresse de uma só vez. Estamos com o desafio de conseguir utilizar a plataforma da melhor maneira, se aproximar dos alunos e promover atividades e avaliações que atendam a eles”, afirmou Andreia Aparecida Ferraz, pedagoga e coordenadora do curso de pedagogia da Unirp.

Dhoje Interior

De acordo com Andreia, o isolamento fez com que muitos professores atualizassem os seus conteúdos. “Muitos pedagogos já têm suas matérias prontas, principalmente de coisas mais básicas. Esse período é um momento de adaptação tanto para os alunos quanto para os professores. Tenho estudantes na faculdade que são mais velhos e têm dificuldades para ter acesso a essas aulas online. Além disso, o professor tem que montar sua aula pensando em contemplar todos os alunos, o que é uma tarefa complicada, pois alguns têm o computador mais antigo, outros têm internet lenta, e assim por diante”, explicou.

Sobre o mercado de trabalho, a pedagoga acredita que a situação irá melhorar após a pandemia. “O mercado para pedagogo sempre foi muito aberto. Estamos também ajudando os alunos da faculdade a manter a experiência prática, já que muitos que faziam estágio não estão podendo exercer a atividade no momento. Acredito que esses recém-formados terão muito a contribuir a gestão da educação no futuro”, comentou.

Por Vinicius LIMA