Pauléra tenta proibir uso de cigarros em parques do município

Foto: Ygor Andarde

Seguindo os mesmos moldes da capital paulista, o vereador rio-pretense Paulo Pauléra (Progressistas) apresentou um projeto de Lei que proíbe o uso de cigarros, cigarrilhas, narguilés, charutos, cachimbos em parques municipais de Rio Preto.

O mesmo projeto foi apresentado aprovado e sancionado em São Paulo. Lá, as multas variam entre R$ 500 e R$ 1 mil. Em Rio Preto, caso a Lei seja sancionada, os valores aplicados aos infratores ainda serão estabelecidos pelo Executivo.

Uma das justificativas apresentadas pelo presidente do legislativo municipal se refere às questões de Saúde pública. “As pessoas também têm o direito de não inalar a fumaça de outras pessoas. Quando um pai leva seu filho ao parque, ele leva para que possa passear, se divertir, apreciar o momento. Parque não é lugar de álcool, cigarros e etc”, disse o parlamentar.

Praças não estão inseridas no projeto, somente a Cidade da Criança, o Parque Ecológico e a Represa Municipal (nos três Lagos).

“As pessoas estão se conscientizando mais, estão percebendo que algumas mudanças são necessárias. Já fizemos isso em restaurantes, por exemplo, e deu certo. Essas medidas, essa Lei, não são impopulares, senão para aqueles que não têm noções de saúde”, finalizou o presidente da Câmara.

Por Ygor Andrade 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS