Partido Novo engata articulações visando Eleições 2020 em Rio Preto

Foto: Ygor Andrade

Em dois dias o Partido Novo, criado em setembro de 2011 realizou dois importantes eventos para a legenda que inicia sua trajetória em Rio Preto. No domingo (21), 18 cidades foram representadas por mais de cem pessoas no auditório da Casa Portugal em um evento que lançou de maneira efetiva os trabalhos do Novo na cidade.

Os deputados estaduais pela legenda Daniel José, Heni Ozi Cukier, Ricardo Mellão e Sérgio Victor marcaram presenças e falaram um pouco do que é a visão do partido e do porque o Novo é “a cara da mudança”.

Gabriel Brescansin, vice-presidente do Diretório Estadual, coloca Rio Preto como núcleo de referência estadual nas questões da Saúde e que a cidade “se transformou em uma máquina de visibilidade para a legenda”. A gente tem um pessoal muito ligado aos princípios do novo. O agronegócio, por exemplo, é uma das pautas em que o Novo acredita que o melhor é ter menos interferência do Estado para que haja maior produtividade”.
Brescansin, inclusive, deu ênfase ao lançamento de uma chapa pura do partido em 2020.

“Gostamos desse desenho. Os candidatos passarão por um processo seletivo rigoroso em que faremos uma consultoria dos nomes interessados e que estão ligados aos princípios do Novo”, disse.

O diretor de relações institucionais e jurídicas do Novo, Ricardo Alves, ressaltou a fala de Brescansin ao mencionar que “para participar dessa chapa pura, o interessado deve ter um ano de filiação, participar ativamente dos projetos da legenda e ser bem-sucedido no processo seletivo”.

“Não nos interessam nomes prontos que não estejam de acordo com nossos princípios. Não queremos um partido inchado, queremos um partido de qualidade”, falou.

Cleube Dias foi a principal líder do partido na cidade e agora parte para novos desafios no Diretório Estadual. “É uma transição tranquila, estou indo sossegada porque temos um grupo muito ativo e muito comprometido. Não vou me mudar para São Paulo, então vou continuar acompanhando tudo de perto e ajudando no que puder”, frisou.

OS DEPUTADOS

Com a palavra, os deputados estaduais eleitos pelo Novo fizeram questão de enfatizar os princípios do partido e como têm sido os trabalhos da bancada novista. Em discurso praticamente único, frisar que o partido “gastou pouco” e que trabalha abrindo mão de recursos como auxílio moradia e valores destinados a alguns cargos, Heni, Daniel, Ricardo e Sérgio colocaram o Novo como “único partido capaz de trazer mudanças ao Brasil a longo prazo”.

Por Ygor Andrade

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS