Pais são presos por suspeita de torturar criança de dois anos que morreu

Uma criança de dois anos morreu na madrugada desta segunda-feira (14), em Andradina (SP), com suspeita de ter sido torturada pelo padrasto e a mãe. Ambos foram presos em flagrante.

De acordo com a Polícia Militar, após os maus-tratos contra o filho, os pais resolveram chamar o resgate, por volta das 18 horas deste domingo (13). Ao chegar na residência, os bombeiros constataram que a criança estava com parada cardiorrespiratória.

Foram feitos procedimentos para reanimar o garoto e depois ele foi encaminhado à Santa Casa da Cidade, porém não resistiu aos ferimentos.

No laudo médico, apontou que a criança teria sido torturada pelos pais, já que apresentava diversas cicatrizes pelo corpo, lesões nas mãos e perfuração nos órgãos genitais. O estupro não foi confirmado pelo pai, mas os maus-tratos sim.

A delegada Larissa Nakaya Macchi, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), ouviu o padrasto e a mãe. O primeiro contou que estava dormindo quando e quando levantou de madrugava viu o enteado caído no chão, tentou pegá-lo no colo, mas estava mole. A mãe contou que tomou remédios para dormir e só acordou com o marido a chamando.

Sem acredita nas versões dos dois e com a confirmação da tortura, a delegada deu a voz de prisão para os dois, que já foram encaminhados para a cadeia de Pereira Barreto.

A reportagem procurou Larissa Macchi para comentar o assunto, mas como ela passou a madrugada no flagrante, precisou se ausentar da delegacia nesse momento.

Por Franklin Catan

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS