Padrasto é preso por agredir e simular relação sexual com criança de 9 anos

O auxiliar de serviços gerais R.M.L.B., 23, foi preso em flagrante no final da tarde desta quinta-feira, na casa onde mora, na Vila Moreira, em Rio Preto, por estupro de vulnerável. Ele é acusado de jogar a enteada H.V.A.S., 9, sobre a cama, colocar um travesseiro em sua cabeça e subir sobre a criança.

De acordo com o boletim de ocorrência, o acusado “com seu órgão genital ereto teria passado a se esfregar na menor, com movimentos simulando uma relação sexual, mas sem penetração e sem retirar as roupas de ambos”.

Com a chegada da viatura da PM, chamada pela mãe da menina, o suspeito tentou se esconder no imóvel, mas foi detido.

Aos policiais, B. confirmou ter jogado a enteada na cama, lançado um travesseiro e se deitado sobre ela “somente para controlá-la, pois estaria se debatendo”.

Sobre o molhado em seu short e camiseta, semelhante a sêmen, ele alegou que era suor. Levado ao Plantão Policial, a prisão foi convertida em preventiva e o auxiliar de serviços gerais encaminhado à carceragem da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), onde aguardará decisão judicial.

Daniele JAMMAL

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS