Paciente acusa Unimed de Rio Preto após aplicação de Benzetacil

A Unimed de Rio Preto está sendo acusada de lesão corporal por uma usuária do sistema.
A vítima é uma fisioterapeuta de 35 anos, moradora de Araçatuba. Ela procurou o Pronto Atendimento da Unimed, no dia 4 de junho, com dor de garganta e nariz congestionado. Ao passar pelo médico plantonista, foi receitado uma injeção de Benzetacil (antibiótico) e outra de Diprospan (anti-inflamatório).

“Logo que ele veio para realizar a aplicação, me perguntou se eu tinha algum problema com o medicamento (Benzetacil) e eu disse que não e que, inclusive, já havia tomado no ano passado. A aplicação foi muito rápida e eu até questionei o enfermeiro, que disse que estava tudo normal. Fui embora pra casa, mas já com muita dor”, comentou a paciente.

Quando chegou em casa, a fisioterapeuta já percebeu uma vermelhidão no local e muita coceira. Ela decidiu procurar um médico particular que pediu uma hemograma e constatou uma infecção, proveniente do edema que se formou.

“Estou tomando dois antibióticos e também anti-inflamatórios. Terei que procurar um cirurgião, já que a injeção não foi aplicada no músculo, mas sim em região subcutânea. A dor é imensa e até agora não tive respaldo da Unimed, mesmo tendo sido aberta uma sindicância para apurar o caso. Procurei o médido para reolver um problema e sai com outro”, disse a paciente que pretende ingressar com uma ação na jusitiça.

A Unimed afirmou, por meio de assessoria de imprensa, que irá averiguar o caso em questão.

 

Por Jaqueline Barros

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS