‘Operação Voo Baixo’ combate tráfico internacional com empresário como ‘chefão’

Um empresário do interior paulista, cuja identidade não foi revelada até o momento, seria o chefe de um esquema especializado no tráfico internacional de drogas. Para desarticular a quadrilha, a Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira a ‘Operação Voo Baixo’ que cumpre 46 mandados judiciais, sendo 13 de prisão temporária e 33 de busca e apreensão.

Segundo a PF, o grupo criminoso era comandado pelo empresário que chefiava a compra e transporte aéreo dos entorpecentes de traficantes bolivianos, recebia a cocaína no Mato Grosso do Sul e trazia em aviões para o Estado de São Paulo.

Dhoje Interior

A operação iniciou em maio de 2018, resultando em apreensões de 2,6 toneladas de cocaína e na prisão de 11 pessoas.

Os mandados estão sendo cumpridos em Rio Preto (oito), Araçatuba (quatro), Campinas (dois), Dourado (um), Guararapes (um), Jaú (um), Pereira Barreto (três), Ribeirão Preto (um), São Paulo (um), Vargem Grande Paulista (um), Cassilândia/MS (dois), Alcinópolis (um), Coxim/MS (três), Três Lagoas/MS (dois), Presidente Getúlio/SC (um) e Eunápolis/BA (um).

Foram apreendidas 15 aeronaves e solicitado pelos agentes federais o sequestro de bens dos investigados, entre os quais três fazendas.

Os acusados foram denunciados por tráfico e associação para o tráfico, cujas penas vão, respectivamente, de cinco a 15 anos e de três a dez anos de reclusão, além de multa.

Daniele JAMMAL