Operação evita golpe de quase R$ 60 milhões em Rio Preto

Na tarde desta sexta-feira (23), o Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil realizou a prisão de dois homens suspeitos de tentar desviar quase R$ 60 milhões de uma das agências do Banco do Brasil em Rio Preto.

Segundo informações, estes dois homens são suspeitos de integrar uma quadrilha com outras 10 pessoas envolvidas.

A prisão aconteceu por que o GOE foi acionado após suspeitas de alguns funcionários da na agência central do Banco do Brasil, ao observarem um homem que estava dentro do banco. O golpe foi confirmado depois que o setor de inteligência da Polícia Civil e da agência bancária mantiveram contato.

As informações dizem que os agentes do GOE observaram o homem durante um tempo na agência em questão e constataram o golpe. Ele estava sozinho. Outros agentes do Grupo de Operações Especiais esperava pelo suspeito.

O homem de 39 anos realizou inúmeras operações financeiras antes de ser abordado.

A Civil infirmou também que uma mulher de 50 anos foi capturada e outro homem de 36 anos foi preso em um hotel da cidade. Ambos também são suspeitos de integrar a quadrilha.

Os três suspeitos foram levados pelos policiais e fora confirmado que o primeiro suspeito recebeu a quantia de R$59.998.765,55 em sua conta. Ele faria pequenos depósitos em outras contas, em menores quantias. Esses valores de quase 60 milhões de reais foram desviados de contas inativas, feitos por dois gerentes do Bando do Brasil no Estado do Ceará.

Os agentes do GOE apresentaram a ocorrência à DIG (Delegacia de Polícia de Investigações Gerais). Os suspeitos foram presos em flagrante por lavagem de dinheiro e permanecerem À disposição d Justiça.

Por Ygor ANDRADE

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS