Open Internacional de Atletismo e Natação terá 56 medalhistas paralímpicos

Cinquenta e seis medalhistas paralímpicos estarão em ação, a partir desta quinta-feira (25.04), no Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo e Natação, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Esta será a principal competição internacional que o Brasil receberá na temporada e se estenderá até sábado (27).

Ao todo, 602 atletas, de 20 países, estão inscritos – 241 de natação e 361 de atletismo. O evento é chave para a classificação aos respectivos Mundiais e aos Jogos Parapan-Americanos de Lima, que acontecerão no segundo semestre.

Somente no atletismo, 42 medalhistas paralímpicos estarão em ação. Além dos destaques do Brasil, como o paraibano Petrúcio Ferreira, os paulistas Alessandro Rodrigo, Verônica Hipólito e a paranaense Lorena Spoladore, teremos a presença maciça de destaques estrangeiros.

Potência continental na modalidade, Cuba trará os campeões paralímpicos Leinier Savón Pineda e Omara Durand. Chile, México, Venezuela e África do Sul também marcarão presença no CT Paralímpico.

Já nas piscinas, estão inscritos 14 nadadores que já estiveram no pódio paralímpico. O maior nome entre os brasileiros é o paulista Daniel Dias, dono de 24 láureas. O carioca Andre Brasil, a gaúcha Susana Schnarndorf e a cearense Edênia Garcia também comporão o time nacional. A concorrência será forte, uma vez que haverá a presença da delegação chinesa, que usualmente lidera o quadro geral de medalhas da modalidade nos Jogos Paralímpicos. Guizhi Li, campeã paralímpica dos 50m livre S11 (cego total), e Bozun Yang, também da classe S11, detentor de 14 medalhas paralímpicas, nadarão em São Paulo.

“É com grande satisfação que vemos o Open Internacional Loterias Caixa chegar a este patamar, com tantos atletas consagrados em ação. É um evento de suma importância para o desenvolvimento do paradesporto nas Américas, além de dar ao Brasil a possibilidade de competir em altíssimo nível em um momento crucial para as nossas pretensões neste ciclo paraolímpico”, disse Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Vale ressaltar que o evento faz parte do Grand Prix de atletismo e da World Series de natação, que são circuitos organizados pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês). As Seleções Brasileiras também terão a concorrência de atletas de clubes nacionais, que atingiram os índices estabelecidos para obter a classificação ao Open.

Além deles, África do Sul, Argentina, Brasil, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Honduras, Índia, México, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela enviaram participantes ao Open. No ano passado, 13 nações haviam sido representadas na competição.

Da REDAÇÃO / Rede do ESPORTE

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS