Obras da primeira etapa do Anel Viário já começaram

O valor investido nesta primeira fase do Anel Viário é de R$ 10,1 milhões, segundo o secretário de Obras, Sérgio Issas

Já começaram em Rio Preto as obras para execução das obras previstas no primeiro lote do Anel Viário do município. O Anel faz parte do plano viário local, que será implantado no entorno do município e em alguns trechos irá passar pelas rodovias BR-153 e Washington Luís (SP-310).

“A primeira etapa começou no quilômetro 444 da Rodovia Washington Luís e segue até a rotatória da avenida Anísio Haddad. Ainda teremos uma galeria celular na avenida avenida Presidente Juscelino Kubitscheck de Oliveira para passagem do Córrego Borá, já que será feita uma passagem para veículos e pedestres ao lado da passagem existente.

Posteriormente, em outra fase, a extensão existente que vai do quilômetro 444 da rodovia até a rotatória do Parque Tecnológico”, explicou o secretário de Obras, Sérgio Issas.
Essa primeira etapa deverá ser concluída em até sete meses. As demais fases já estão em processo licitatório e devem começar assim que as empresas vencedoras forem anunciadas.

Quando concluído o sistema, que tem a extensão de 22 quilômetros, vai integrar as regiões periféricas, desafogando as vias centrais e proporcionando maior mobilidade aos motoristas. Os usuários poderão acessar diferentes regiões da cidade sem a necessidade de passar pelo Centro rio-pretense.

Nesta primeira fase, o valor investido será de R$ 10.155.670,35, incluindo terraplenagem, pavimentação e sinalizações verticais (placas) e horizontais (faixas) em oito trechos distribuídos entre as regiões da avenida Belvedere e na região Sul (Tarraf, São Francisco e Vivendas).

Nesta primeira fase serão realizadas obras no prolongamento da avenida Belvedere perto da BR-153, construção de avenida entre a BR-153 até a avenida Danilo Galeazzi, prolongamento e alargamento da avenida Marco Costantini, interligando a Vila Madalena ao conjunto habitacional Rio Preto. Ainda estão previstas intervenções entre a avenida José Prudêncio Drigo da Silva e loteamento Parque Tecnológico até a rotatória da Unip, e implantação de travessia sobre o córrego Borá.

O segundo lote que vai dar a continuidade aos trabalhos, interligando a região dos condomínios à Região Norte é o mais caro, com valor R$ 23 milhões. Essa obra vai interligar a Avenida do Linhão que passa pelo shopping Cidade Norte e cruza aquela região.
No total, o Anel Viário terá 35 quilômetros, que interligará os 22 quilômetros de vias já existentes. Ainda será realizada a pavimentação de mais 13 quilômetros que serão executados em quatro etapas

O Anel Viário de Rio Preto tem custo estimado em R$ 70 milhões e a previsão de entrega é para dezembro de 2020. As obras estão incluídas no financiamento de R$ 203 milhões junto à Caixa Econômica Federal (Finisa).

Por Jaqueline BARROS

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS