Obra do complexo de viadutos da região norte interdita Capitão Faustino

Philadelpho Gouveia Neto e Aparecida do Taboado são alternativas de acesso à região norte

A obra para a construção do viaduto que vai dar acesso direto às avenidas Domingos Falavina e Mirassolândia, na região norte, avançam para a rua Capitão Faustino nesta quarta-feira, dia 1º. Por conta disso, a via será interditada em ambos os sentidos no trecho entre as avenidas Cenobelino de Barros Serra e Ernani Pires Domingues a partir das 8h.
Com a interdição, os motoristas que costumam passar pelo local terão como alternativas a avenida Aparecida do Taboado ou a Philadelpho Gouveia Neto.

Linhas de ônibus

Por conta da interdição na Capitão Faustino, nove linhas de ônibus que atendem a região norte terão mudança no itinerário a partir de quarta-feira, mas os horários serão mantidos.  Apenas um ponto de parada, na avenida Cenobelino de Barros Serra, será temporariamente inutilizado. O consórcio Riopretrans informou que vai manter um funcionário no local na segunda-feira, das 6h às 19h, informando sobre os pontos alternativos.

As linhas afetadas serão:

201 – JARDIM ANTUNES (DOIS SENTIDOS)

203 – JARDIM SANTO ANTONIO (DOIS SENTIDOS)

205 – ITAPEMA – DOM LAFAIETE (DOIS SENTIDOS)

206 – JARDIM NUNES (DOIS SENTIDOS)

214 – AV. MIRASSOLANDIA – MOR. IPES – RESID. COLORADO (DOIS SENTIDOS)

216 – SOLO SAGRADO-VALENTIM GENTIL VIA FLORESTA PARK (BAIRRO/CENTRO)

217 – SOLO SAGRADO – VIA MIRASSOLANDIA (CENTRO/BAIRRO)

219 – PARQUE DA DIGNIDADE (DOIS SENTIDOS)

702 – PQ. NOVA ESPERANÇA – DISTRITO INDUSTRIAL (DOIS SENTIDOS)


A obra

Orçada em R$ 24.809.999,92, a obra do complexo de viadutos tem prazo de 18 meses para ser concluída e vai resolver os problemas de tráfego no encontro da rua Capitão Faustino e a avenida Ernani Pires Domingues, na rotatória que acessa as avenidas Domingos Falavina e Mirassolândia.

A obra foi projetada com acessibilidade e iluminação. O projeto contempla ainda a construção de três pontes sobre o córrego Piedade e seis alças de acesso que contribuirão para melhoria do sistema viário no local, eliminando os gargalos no acesso à região Norte.

De acordo com informações da empresa contratada para a construção, a Constroeste, serão usados 6,5 mil metros cúbicos de concreto e 800 toneladas de aço no serviço. O projeto também prevê a proteção do talude do córrego Piedade para evitar erosões do solo no entorno da obra. A empresa vencedora ofereceu uma proposta 12% inferior ao valor de referência da licitação.

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS