Números de multas por estacionamento irregular crescem no 1º trimestre

De acordo com dados da Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança de Rio Preto, o número de multas aplicadas por estacionar em desacordo com a regulamentação – estacionamento rotativo – de janeiro a março deste ano foi de 1.104, resultando em um aumento de 129 multas a mais que o mesmo período do ano passado quando foram aplicadas 975 multas.

O crescimento impulsionado, principalmente, pelo número de multas aplicadas no último mês de março, quando 608 autuações foram feitas, se deve pelo aumento de agentes da Área Azul e a intensificação do trabalho na região do centro da cidade, como explica o diretor e coordenador operacional da Guarda Civil Municipal, Silvio Pedro.

“São dois fatores que acredito que aumentaram bem o número de multas aplicadas. Nós intensificamos mais a fiscalização da Área Azul na parte central, porque verificamos que muitos deixam o carro por muito tempo e, assim, não é feita a rotatividade, e sabemos que o trânsito na área central está complicado. E o segundo ponto é que os funcionários que vieram locados de outras regiões para o centro, como o Santa Cruz e o Boa Vista, que fecharam, nos deram uma demanda a mais de trabalho, ou seja, mais fiscais verificando que a pessoa não está em acordo com o estacionamento rotativo. Eles acionam a Guarda e então passam mais serviços para a Guarda. Por isso o aumento dessas autuações”, afirmou.
Ainda segundo a Secretaria de Trânsito, durante janeiro do ano passado foram aplicadas 293 multas, contra 98 deste ano. Em fevereiro, o ano de 2017 marcou 227 multas contra 398 em 2018. Fechando o primeiro trimestre, em março do último ano foram registradas 455 multas contra 608 de março desta temporada.

A multa para quem estacionar irregularmente na Área Azul é considerada infração grave e custa R$ 195,23, além de gerar cinco pontos na carteira.

 

Por Marcelo Schaffauser

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS