Número de mulheres no mercado de trabalho sobe e setor de estética aumenta procura

Serviço de extensão de cílios, feito pela esteticista Anna Martins, é um dos mais procurados pelas clientes do salão de beleza

Segundo pesquisa do Instituto Data Popular, o brasileiro vem gastando anualmente R$ 59,3 bilhões com cosméticos e o número, segundo o instituto, é reflexo do aumento de mulheres no mercado de trabalho, como mostra a última pesquisa realizada pelo IBGE, entre 2009 e 2013, que apontou que 43% das vagas de emprego são do público feminino.

O crescimento das vagas de emprego também proporcionou um aumento de poder aquisitivo, principalmente das classes C e D, que começaram a investir cada vez mais no setor de beleza e estética. Em Rio Preto, por exemplo, o salão Beleza Total recebe, em média, 400 clientes por mês, que buscam os serviços de manicure, cabeleireira, esteticista e depilação.

E nessa onda de gastos com beleza, um dos serviços mais procurados é a extensão de cílios, que, de acordo com a esteticista e lash design Anna Cláudia Martins, 26 anos, facilita a vida da cliente. “A extensão de cílios está em alta, pela praticidade da cliente em acordar e estar pronta, assim ela economiza mais tempo”, afirma.

Inclusive, Anna Martins também é uma das mulheres que fazem parte dessa estatística de crescimento do setor de beleza e estética. “Trabalhava com administração e troquei de ramo. Procurava algo que eu gostasse de trabalhar. Como era cliente da área resolvi tentar e me encontrei na profissão. Agora me profissionalizando espero ganhar mais do que ganhava com outros trabalhos”, contou a esteticista que, além da extensão de cílios, faz designe de sobrancelhas, manutenção da extensão e limpeza de pele com peeling.

“A estética facial tem aumentado muito, principalmente entre os adolescentes. O número de clientes variou nesse começo de ano, mas novos clientes vieram agora no mês de março. Então, a expectativa é que aumente ainda mais a partir de abril”, finalizou.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS