Núcleos de Artes se reinventam para manter alunos ativos

Foto: Marcos Morell/SMCS


Conteúdo on e offline, tecnologias e adaptação pedagógica mantém ativa maioria dos 3 mil alunos

Toda arte é, para aquele que pratica, um exercício diário que visa a autossuperação e a evolução de sua expressão. Uma longa quarentena como a vivida agora por conta da pandemia da Covid-19, além de desestimulante pode ‘enferrujar’ artistas e seus instrumentos – dos pincéis aos violões, dos cérebros aos corpos.

Dhoje Interior

Foi pensando nisso, que os Núcleos Municipais de Artes e Cultura de São José do Rio Preto, órgãos da Prefeitura, administrados pela Secretaria Municipal de Cultura, se reinventaram e adaptaram a metodologia pedagógica para dar continuidade à orientação dos quase 3 mil alunos atendidos.

On e Offline

Os alunos, por meio de atividades remotas e com acompanhamento sistemático dos instrutores via mídias sociais e plataformas digitais estão colocando suas artes para fluir e evoluir. Os trabalhos são desenvolvidos por meio de videoconferências com os instrutores, alunos, responsáveis e coordenação, abrangendo cada uma das modalidades artísticas: artes plásticas, dança, literatura, música e teatro.

O trabalho foi reestruturado em três etapas: planejamento anual (revisão e reestruturação dos conteúdos do planejamento estratégico realizado no mês de janeiro); adaptação e criação de ferramentas pedagógicas (criação e execução de ferramentas pedagógicas ativas, remotas e virtuais) e eixo temático (pesquisa e discussão do eixo temático José Antônio Silva, o “Silva” proposto para as ações culturais do ano de 2020).

As tecnologias foram inseridas como ferramenta para o desenvolvimento do trabalho, via mídias sociais e plataformas digitais, e que acrescentarão nas aulas que já foram ou serão ministradas em sala de aula.

Estas experiências servirão para aproximar os alunos das tecnologias como metodologia ativa e ferramenta pedagógica. Assim, espera-se exercitar a expressão e criatividade frente aos temas propostos, bem como o estreitamento de vínculo da relação instrutor-aluno, ao longo de todo o período de isolamento.

Propostas e adesão

De acordo com Talita Carvalho, assessora da Secretaria Municipal de Cultura e coordenadora executiva dos Núcleos, agora, mais do que nunca, a arte se mostra necessária no enfrentamento da quarentena sem prazo para acabar e possíveis mudanças de existência social. “A adaptação e recriação de novas culturas irão exigir de todos, um olhar mais sensível à situação”, contextualiza.

Enquanto durar a suspensão das atividades presenciais e as recomendações de isolamento social das autoridades sanitárias, os instrutores continuarão desenvolvendo o teletrabalho. Todos continuam cumprindo a carga horária integral atribuída a eles anteriormente, sendo orientados e supervisionados pela Coordenação Pedagógica dos Núcleos.

O trabalho não está ligado somente às ferramentas pedagógicas, mas também à revisão e reestruturação do planejamento sempre que necessário, além da pesquisa do eixo temático proposto para o ano de 2020.

Até o momento já foram atingidos, em média, 75% dos alunos inscritos, não sendo possível somente atender os alunos que por algum motivo não estejam disponíveis ou não queiram acessar os conteúdos.

Para os alunos portadores de necessidades especiais, os instrutores estão adaptando o material de acordo com cada necessidade, e para os que não tiverem acesso aos mesmos agora, o material ficará arquivado e disponibilizado posteriormente.

“Os resultados já se mostraram positivos, nos levando a possibilidade de acrescentá-las às práticas presenciais. Estamos construindo uma nova forma de levar a arte e as reflexões sobre a Cultura, construindo uma reflexão crítica da atual conjuntura e ressaltando a importância dessas linguagens para o enfrentamento do isolamento, do medo e das incertezas que a situação demanda”, finaliza Talita.

NÚCLEOS DE ARTES E CULTURA 

Programa de Acesso Remoto 

Linguagens Artísticas, Eixos Organizadores e Ferramentas Pedagógicas

ARTES PLÁSTICAS 

(Eixos Organizadores – Traços, Cores e Formas)

Ferramentas Pedagógicas

-Exercícios de visualização por meio de imagens específicas em apostila (disponibilizada anteriormente pelos instrutores);

-Orientações e correções online através de plataformas digitais de obras que os alunos estejam desenvolvendo em casa;

-Disponibilização de links, vídeos e documentos para pesquisa de complementação;

-Vídeos (curta-metragem) gravados e enviados com exercícios e técnicas para o treinamento diário em casa;

-Aulas online disponibilizadas em plataformas digitais diversas;

-Estudo e discussão da Arte Naif (eixo norteador temático do ano);

-Pesquisas, discussões, primeiras impressões e traços sobre o eixo temático proposto para o ano de 2020.

DANÇA

(Eixos Organizadores – Práticas Corporais e Movimento)

Ferramentas Pedagógicas

-Aulas teóricas através de links disponibilizados na internet com orientação dos instrutores;

-Jogos teóricos e práticos enviados aos alunos através das plataformas digitais que auxiliam na concentração, flexibilidade, práticas corporais e jogos lúdicos;

-Links disponibilizados pela internet de lives (ao vivo) com profissionais renomados dentro da linguagem artística em que trabalham;

-Criação de “flashs móbiles” online para serem apresentados posteriormente;

-Exercícios de criação e improviso;

-Vídeos (curta-metragem) gravados e enviados com exercícios e técnicas para o treinamento diário em home office;

-Aulas online disponibilizadas em plataformas digitais diversas;

-Pesquisa, discussão e primeiras impressões sobre o eixo temático proposto para o ano de 2020.

MÚSICA

(Eixos Organizadores – Sons, Ritmos e Musicalização)

Ferramentas Pedagógicas

-Teoria musical orientada por apostilas preparadas pelos instrutores anteriormente;

-Orientações e correções online, através de plataformas digitais de práticas que os alunos estejam desenvolvendo em home office;

-Conteúdos teóricos para aprofundamento da prática disponibilizados através das plataformas digitais;

-Vídeos (curta-metragem – ritmos, musicalização, acordes, etc.) gravados e enviados com exercícios e técnicas para o treinamento diário em home office;

-Aulas online disponibilizadas em plataformas digitais diversas;

-Pesquisa, discussão e escolha de possíveis repertórios sobre o eixo temático proposto para o ano de 2020.

LITERATURA/TEATRO

(Eixos Organizadores – Oralidade, Escrita e Interpretação)

Ferramentas Pedagógicas

-Teoria e textos disponibilizados através de plataformas digitais e links da internet;

-Orientações e correções de escritas e exercícios teatrais online através de plataformas digitais que os alunos estejam desenvolvendo em home office;

-Leituras dramáticas realizadas via mídias sociais;

-Links para pesquisa de campo de textos, livros, jogos e exercícios de interpretação;

-Conteúdos para aprofundamento da prática da escrita disponibilizados através das plataformas digitais;

-Vídeos (curta-metragem – oralidade, escrita, dinâmicas, tarefas, desafios semanais, jogos dramáticos) gravados e enviados para o treinamento diário em home office;

-Aulas online disponibilizadas em plataformas digitais diversas;

-Pesquisa, discussão, exercícios de criação sobre o eixo temático proposto para o ano de 2020.

Da REDAÇÃO