Novo traçado ferroviário de Rio Preto é definido pelo Dnit

contorno - Definido vai sair de Rio Preto e segue às áreas rurais de Bady Bassitt, Jaci e Mirassol

Uma luta antiga de muitos rio-pretenses que moram próximos à linha do trem que corta a cidade, o contorno ferroviário finalmente parece estar saindo do papel. O Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) definiu, ontem, o traçado do desvio em Rio Preto.

Em nota, o Departamento afirmou que foram estudadas três alternativas: Alternativa Norte, Alternativa Central e a Alternativa Sul, que foi a escolhida. O percurso desvia os trilhos para as áreas rurais de Bady Bassitt, Jaci e Mirassol, com 53,80 km de extensão e está estimado em R$ 700 milhões. Em Rio Preto, atualmente, a ferrovia tem 20 km de extensão e corta 19 bairros da cidade.

Apesar do avanço do projeto, o Dnit ressalta que a alternativa ainda não é definitiva. “Haja visto que o Projeto Básico ainda não foi entregue, e até sua aprovação algumas alterações pontuais de traçado podem ser exigidas”, diz em nota. Ainda de acordo com as informações passadas, o Departamento diz que o projeto atual foi dividido em duas fases, a primeira delas é o estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental. Nesta fase foram estudadas três alternativas de traçado, sendo analisadas questões de ordem técnica, econômica e ambiental; a segunda é o Projeto Básico (fase atual), em que, após a escolha da melhor alternativa de traçado, o projeto é elaborado para, enfim, a execução das obras. A previsão de entrega e aprovação da edição final desse Projeto Básico é no mês de outubro ainda deste ano.

Após a entrega desse projeto, no mês de outubro, já será possível abrir licitação para a empresa que vai fazer o contorno ferroviário.

 

Descarrilamentos

O último descarrilamento registrado em Rio Preto, aconteceu no 27 de março deste ano, na região central da cidade. Dois vagões de trem que passava pela rua General Glicério saíram da linha férrea e tombaram. Felizmente, ninguém ficou ferido.

Já no descarrilamento que marcou os moradores do bairro Jardim Conceição em novembro de 2013, oito pessoas morreram. Um trem carregado de grão de milho descarrilou e atingiu duas casas, próximas à linha férrea. Dentre as vítimas, estavam duas crianças.

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS