“Nós precisamos, a partir do dia 31 de maio, buscar o início de um novo tempo”, afirmou Edinho

Edinho salientou que ficou incumbido de mostrar as peculiaridades regionais para o governo do Estado foto_SMCS

O prefeito Edinho Araújo (MDB) salientou que existe sim a expectativa de flexibilização para as atividades comerciais em Rio Preto, a partir do dia 31 de maio, data na qual termina o decreto estadual que regrou o que pode abrir ou não em todas as cidades paulistas.

“Nós precisamos, a partir do dia 31 de maio, buscar o início de um novo tempo”, afirmou o prefeito na live feita nesta quinta-feira (21).

Dhoje Interior

Essa flexibilização das atividades faz parte do plano regional que será entregue nesta sexta-feira (22) ao governo do Estado por meio da reunião do Conselho Municipalista, que foi criado para dar voz aos prefeitos e para que as situações locais e regionalizadas fossem analisadas para futuras decisões do governo em relação ao combate à proliferação do Covid-19 no Estado.

Edinho salientou que ficou incumbido de mostrar as peculiaridades regionais para o governo e frisou que a situação da região de Rio Preto é bem diferente da capital e da Grande São Paulo. “Vamos levar o plano de flexibilização, com responsabilidade, ouvindo a Saúde, para que possamos retomar gradativamente a normalidade”, finalizou o prefeito.

Isolamento – O prefeito volta a afirmar que a população tem que fazer a sua parte para ajudar que essa flexibilização venha acontecer o mais rápido possível, salientando a importância do isolamento social que deve ficar, no mínimo, em 55%.

Sem antecipação – No que diz respeito a antecipar a flexibilização antes do dia 31 de maio, o prefeito deixou bem claro que isso não vai acontecer, e citou que municípios que tomaram essa atitude tiveram que voltar atrás após decisões da Justiça.

Por Sérgio SAMPAIO