Nos pênaltis, futebol feminino fica com o vice nos Jogos Abertos

Na decisão dos pênaltis, São José converteu todas as cobranças e levou a melhor sobre Rio Preto, por 5 a 4.

Em uma partida eletrizante com direito a duas viradas, São José dos Campos levou a melhor sobre Rio Preto e ficou com a medalha de ouro do futebol feminino dos Jogos Abertos de São Bernardo do Campo, na tarde desta segunda-feira (19), no estádio Baetão, na decisão dos pênaltis, por 5 a 4, depois de empatarem no tempo normal em 3 a 3.

Com o título, São José chegou ao bi-campeonato sobre Rio Preto nos Jogos Abertos, já que no ano passado, em Barretos, as joseenses também venceram. Já as meninas do Rio Preto, apesar do vice-campeonato, coroaram a excelente temporada de 2016 com a quarta final, em quatro campeonatos (Vice-Brasileiro, Vice-Jogos Abertos, Campeão dos Regionais e Campeão Paulista).

O JOGO

Mônica agradece a Deus pelo gol que abriu o placar da grande final
Mônica levanta as mãos e agradece a Deus pelo gol que abriu o placar da grande final

Apesar do cansaço pela maratona seguida de jogos no campo e salão, as meninas do Rio Preto começaram a partida com tudo. Logo aos quatro minutos, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Mônica, dentro da área, pegar de primeira e mandar no canto direito da goleira Vivi, para abrir o placar para o Rio Preto, 1 a 0.

Dois minutos depois, Jéssica enfiou boa bola para Mônica, que invadiu a área pelo lado esquerdo e cruzou para Kamilla, que quase fez o segundo gol.

Aos 14 minutos, Jéssica fez o lançamento para Kamilla, que bateu cruzado. A goleira Vivi soltou e Gabi chegou batendo de primeira. Vivi deu rebote, na sobra a bola voltou para Gabi, que foi derrubada na área e o árbitro marcou o pênalti para o Rio Preto. Um minuto depois, Simeia bateu alto no canto esquerdo, mas isolou a bola perdendo a chance do segundo gol.

Simeia tirou da goleira, mas jogou para fora a chance do segundo gol rio-pretense
Simeia tirou da goleira, mas isolou a bola e jogou para fora a chance do segundo gol rio-pretense

Até o pênalti perdido, a equipe rio-pretense não tinha sofrido um ataque. Porém, com a cobrança desperdiçada, o São José cresceu na partida. Aos 24 minutos, a meia Rosana bateu de fora da área e acertou o ângulo de Raíssa para empatar o jogo, 1 a 1, e fim de primeiro tempo.

Logo no começo da segunda etapa, aos três minutos, aconteceu a primeira virada e foi das joseenses. Depois de escanteio batido, a bola sobrou para Rosana, que, novamente, fez mais um golaço. A meia ajeitou a bola e colocou por cima de Raíssa para virar o jogo, 2 a 1.

O gol não assustou as rio-pretenses que cinco minutos depois quase chegaram ao empate. Lelê ficou na cara do gol, mas pegou mal na bola e Vivi fez boa defesa. Dois minutos mais tarde, Mônica fez boa jogada pela linha de fundo e ao tentar cruzar mandou a bola no travessão da goleira do São José.

Jéssica soca o ar para festejar o empate que veio na cabeçada de Suzana (9)
Jéssica soca o ar para festejar o empate que veio na cabeçada de Suzana (9), aos 21 minutos

A pressão era grande e o gol de empate questão de tempo. Aos 18 minutos, Lelê puxou contra-ataque e lançou para Kamilla, que, livre, dentro da área, chutou para grande defesa de Vivi. Três minutos depois não teve jeito. Em cobrança de falta, a bola foi lançada na área e Suzana escorou de cabeça, no canto esquerdo, para empatar a final, 2 a 2.

Superior na maior parte do segundo tempo, as meninas rio-pretenses chegaram a virada, a segunda da partida. Aos 24 minutos, Suzana enfiou a bola para Lelê. A camisa 18 não foi egoísta, e, frente a frente com Vivi, só rolou de lado para Ana Alice pegar de chapa na bola, sem goleira e fazer o terceiro do Rio Preto.

Ana Alice recebeu passe açucarado de Lelê, e, sem goleira, mandou para o fundo da rede
Ana Alice recebeu passe açucarado de Lelê, e, sem goleira, mandou para o fundo da rede do São José

O título estava muito próximo das rio-pretenses, mas, já no fim, aos 28 minutos, em cobrança de falta, Luíza bateu e Raíssa não segurou o chute que morreu no fundo da rede, decretando o terceiro empate no jogo, 3 a 3, e a decisão foi para os pênaltis.

Nas penalidades, Suzana converteu a primeira para o Rio Preto. Na segunda batida, Simeia, que tinha errado um pênalti no tempo normal, não pegou bem na bola e mandou no meio do gol facilitando a defesa de Vivi. Jéssica, Letícia e Elis ainda fizeram para o Rio Preto, mas com 100% de aproveitamento nas cobranças, São José ficou com o ouro.

Futsal Feminino

Uma hora depois de ficar com a prata no futebol de campo, as meninas rio-pretenses entraram em quadra para a disputa da medalha de bronze contra as donas da casa. São Bernardo se aproveitou do cansaço e do abatimento de Rio Preto pela perda do título, e com 4 a 1, venceu a partida e conquistou o terceiro lugar.

Por Marcelo SCHAFFAUSER

SEM COMENTÁRIOS