Nos acréscimos, Rio Preto empata e deixa tudo igual na decisão do Paulista

Millene fez o gol de empate do Rio Preto aos 47 minutos do segundo tempo em cobrança de pênalti

Debaixo de muita chuva no José Maria de Campos Maia, em Mirassol, Rio Preto e Santos ficaram no 1 a 1, na tarde deste sábado (30), pelo primeiro duelo da decisão do Campeonato Paulista Feminino. Com o resultado, no próximo sábado, na Vila Belmiro, data do segundo e decisivo jogo, quem vencer fica com o título. Novo placar de empate e a taça será decidida nos pênaltis.

Com o campo encharcado, as duas equipes encontravam dificuldades para tocar a bola e chegar ao ataque. Assim, restavam os chutes de longa distância. E foi em desses chutes que o Santos abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo. Brena arriscou de fora de área e acertou o ângulo esquerdo de Letícia, fazendo 1 a 0.

Com o jogo completamente travado pelo estado do gramado, os dois times não conseguiam chegar ao gol. Até que aos 30 minutos, o Peixe por pouco não fez o segundo. Edilaine falhou, a bola ficou presa na poça e Patrícia Sochor bateu cruzado, buscando o canto direito de Letícia, mas a bola saiu raspando a trave.

Na sequência, aos 33 minutos, o Rio Preto chutou a primeira bola ao gol santista. Após bate e rebate na área, a bola ficou com Mônica que bateu para a fácil defesa de Dani.

Na volta para o segundo tempo, o panorama do jogo não mudou. Porém, o Rio Preto comandava as ações e conseguia segurar mais a bola, mesmo sem chegar ao gol de Dani. A primeira oportunidade veio aos 28 minutos, em chute de longe. Mari arriscou para defesa tranquila da goleira santista.

Dois minutos depois, o Santos respondeu com Sole James arriscando de longe para a defesa de Letícia. O Rio Preto chegava com mais perigo e Adriana também tentou de fora, mas jogou a bola longe do gol.

A partida seguia sem grandes emoções e quando parecia que a vitória ficaria com o Peixe, o árbitro assinalou pênalti para o Rio Preto. Aos 46 minutos, após cobrança de escanteio, Maiara chutou e a bola pegou no braço da zagueira santista. Na cobrança, aos 47 minutos, Millene bateu alto, no meio do gol, sem chances para Dani e deixou tudo igual na primeira decisão do Paulistão Feminino.

“Foi um baita jogo. Teve a dificuldade do campo, por causa a chuva. Dificultou bastante, creio que para as duas equipes, não só para a nossa. A gente tem a qualidade das bolas nas pontas, que tem a Adriana, que corre muito bem, a Môniquinha também, infelizmente a chuva acabou dificultando, mas graças a Deus conseguimos o empate no finalzinho. Então, foi um grande resultado, que deixa um pouco a tranquilidade, mas não também demais, porque não tem nada ganho”, disse Millene, autora do gol de empate do Rio Preto, que também falou sobre o que fazer para sair com o título no jogo da semana que vem, na Vila Belmiro, e conquistar o bicampeonato paulista pelo Verdão.

“Para o segundo jogo vamos para a morte. Mais um jogo difícil, uma equipe muito boa, então a gente vai com tudo. Com a força, a garra que o Rio Preto tem, que é o estilo do nosso jogo para conseguir esse bicampeonato”, finalizou.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS