Ninguém quis: Sem compradores, Teixeirão deve ir para leilão em 2017

Sem nenhuma proposta no valor mínimo de R$ 21 milhões, estádio vai passar por nova tentativa de venda em 2017

Não foi dessa vez que o estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão, foi arrematado. No último dia de venda direta, nesta sexta-feira (4), o último patrimônio do América não recebeu nenhuma proposta de compra e, assim, deve ir para leilão no próximo ano.

Segundo o leiloeiro Rodrigo Rigolon, o momento econômico do país afastou possíveis interessados no estádio. “Pelo que a gente levantou é o atual quadro econômico do Brasil que diminui sensivelmente o interesse de compra”, disse Rodrigo, também revelando o maior interesse das pessoas que consultaram a situação do estádio.

“O grande interesse é demolir o estádio e fazer um novo empreendimento imobiliário. Porém, o valor total, que seria os R$ 21 milhões, mais as taxas de comissão de venda e o preço da demolição, infelizmente, não gera interesse, nesse momento, para fazer negócio”, afirmou o leiloeiro, que também disse que o valor da demolição do Teixeirão ficaria entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.

Ainda segundo Rodrigo Rigolon, após mais uma negativa sobre a venda para quitar as dívidas trabalhistas do América, o próximo passo sobre o futuro do estádio será dado pela juíza Daniela Ferreira Borges, que na próxima segunda-feira, dia 7, receberá o processo e decidirá a nova data para uma nova venda direta, ou o leilão em 2017.

Presidente do América, Luiz Donizete Prieto, o Italiano, disse que já esperava pela decisão e que o Rubro trabalha agora para conseguir uma nova reavaliação do estádio e também quitar as dívidas trabalhistas.

“Temos duas avaliações nos valores de R$ 85 e 86 milhões, bem acima do valor que o estádio foi leiloado. Queremos que a juíza reavalie esses números e inclua no próximo edital. O América vai entrar com o pedido nos próximos dias para pagar, ao menos as dívidas menores, com 20% de toda a renda que tivermos”, finalizou Italiano.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS