Nadadores brasileiros garantem mais quatro pódios dos JMM, na China

A equipe brasileira de natação segue com tudo nos Jogos Mundiais Militares (JMM), em Wuhan, na China.  O sul-mato-grossense Leonardo de Deus, da seleção principal, faturou a medalha de ouro nos 200 m borboleta para homens.

Ele fechou a prova em 1:56.81, deixando pra trás o ucraniano Denys Kesil (1:57.14), que ficou com a prata. O russo Danil Pakhomodov foi bronze, com a marca de 1:57.46.

Quem também subiu ao pódio na manhã de hoje (23) foi a pernambucana Etiene Medeiros, de 28 anos. A atleta ficou com a medalha de prata na prova dos 50 m costas ao finalizar o percurso em segundo lugar, com o tempo de 28.29.

A vencedora foi a chinesa Jie Chen (27.81), que superou a brasileira com uma diferença de apenas 48 centésimos. O bronze foi para a polonesa Alicja Tchorz  (28.95).

A segunda medalha de prata da natação veio na prova 4 x 100 m medley com equipe mista (Guilherme Basseto, Leonardo Santos, João Gomes,  Brandonn Almeida, Giovanna Diamante, Larissa Oliveira, Manuella Lyrio e Daiane Dias), com o tempo de 3:48.72. A China venceu a disputa e conquistou o ouro, com a marca de 3:43.64. O bronze ficou com a equipe russa (3:50.15).

Também teve bronze nos 100 m costas feminino, para Jhennifer Conceição, de 22 anos, que conquistou hoje (23) a segunda medalha dela nos JMM. A chinesa Jingyao ganhou a prova e ouro ao completar o percurso em 1.07.17.

A prata ficou com a russa Maria Temnikova (1:08.25).  No último domingo (20), Jhennifer Conceição conquistou a prata na prova dos 50 m costas para mulheres.

Com os resultados desta manhã, a equipe de natação já conquistou 19 medalhas para o Brasil (quatro ouros, nove pratas e seis bronzes). O país seguem  em terceiro lugar no quadro geral de medalhas com um total de 55 (14 ouros,15 pratas e 26 bronzes), atrás da líder China, com 129 (73 ouros, 36 pratas e 20 bronzes) e da Rússia, segunda colocada, com 109 (36 ouros, 38 pratas e 35 bronzes).

Agência BRASIL

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS