Na lama: Jacaré perde e cai para a Série A-3 do Campeonato Paulista

Jogadores e comissão técnica do Rio Preto saíram cabisbaixos do gramado, após a derrota que decretou a queda

Fim da linha para o Rio Preto na Série A-2 do Campeonato Paulista. Com a derrota para a Votuporanguense, por 2 a 0, na tarde desta quarta-feira (12), na Arena Plínio Marin, em Votuporanga, pela 17ª rodada, o Jacaré ficou sem chances de escapar do rebaixamento e teve sua queda para Série A-3 consumada.

Com dois gols de Nathan, um logo aos três minutos e outro aos 32 minutos do primeiro tempo, a Votuporanguense soma agora 22 pontos na competição. O Rio Preto, que chegou ao nono jogo sem vitória, permanece com 13 pontos, e agora ocupa a última posição e ainda tem mais duas rodadas para fechar sua melancólica participação na Série A-2.

Ao final da partida, o diretor de futebol Vagner Violin, que esteve a frente da equipe como treinador, após a demissão do ex-treinador Luiz Carlos Ferreira, falou sobre a partida que custou a queda do Rio Preto.

“A gente já vinha de maus resultados e isso acumulou aqui. Mas o que a gente sente é que não faltou empenho dos atletas, mesmo no campo nesse estado. Criamos quatro, cinco chances pra fazer o gol e não conseguimos. A bola não está entrando, mas o futebol é assim. Temos que erguer a cabeça e ir até o final”, afirmou o Violin, que também comentou sobre jejum de vitórias do Jacaré, que culminou com o descenso.

“Não foi essa partida que derrubou o Rio Preto. O Rio Preto há sete, oito partida não vêm ganhando. Tínhamos uma sequência boa para fazer dentro de casa, não conseguimos e sabíamos que nessas partidas, senão conseguíssemos, seria muito difícil depois”, concluiu.

Sobre o futuro do Jacaré, o diretor de futebol também falou sobre os próximos passos. “Acredito que esse grupo vai ficar para terminar essas duas partidas e aí cada um segue o seu rumo e o Rio Preto terá cinco, ou seis meses, para pensar no futuro do ano que vem”, explicou Vagner Violin.

Só para cumprir tabela, o alviverde volta a campo no próximo sábado, quando recebe no Anísio Haddad, a equipe do Rio Claro, a partir das 15h.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS