Mulher que matou comerciante a facadas é condenada a 18 anos de prisão

O comerciante Luis Antônio Fortunato, de 46 anos, foi esfaqueado pelo menos 18 vezes pela mulher

 

Foi condenada a 18 anos e oito meses de prisão em regime fechado a mulher acusada de ter matado a facadas um comerciante, de 46 anos, em Urupês.

O júri popular aconteceu nesta sexta-feira, dia 11, no Fórum da cidade. Leliane Carneiro dos Santos foi condenada por homicídio qualificado.

Ela era namorada do comerciante Luis Antônio Fortunato e o esfaqueou mais de 18 vezes.  O crime foi em abril do ano passado.

O corpo do comerciante só foi encontrado por vizinhos que estranharam o sumiço dele.

A suspeita recaiu sobre a mulher após o carro de Luis Antônio ter sido encontrado abandonado no bairro Santo Antônio, em Rio Preto. O casal teria comprado o veículo e, após o término da relação, discutiram pela posse do bem.

Leliane foi presa em agosto de 2018, no município de Torres, litoral do Rio Grande do Sul, após a Polícia Civil realizar uma investigação e descobrir que ela trabalhava em uma casa noturna da cidade.

 

Vinicius LOPES