Movimento exige melhorias na rodovia Délcio Custódio

Dados estatísticos de acidentes ocorridos na rodovia revelam um aumento significativo no trecho entre os municípios de Rio Preto, Mirassolândia e Ipiguá.

Uma reunião foi realizada na manhã de quarta-feira (11), na Câmara Legislativa de Ipiguá, para discutir sobre as melhorias que devem ser feitas na rodovia Délcio Custódio da Silva, que liga as cidades de Ipiguá, São José do Rio Preto e Mirassolândia. A reunião contou com a presença do vereador de Rio Preto, Pedro Roberto (PRP) e os vereadores de Ipiguá, Marcelo Gonzalez (PSL), Neuza Lino (SD), José Augusto (DEM), Maureli Belei (PSD), Renato Pagianoto (PSB), o presidente da Câmara Geraldo Claudino (Jacaré) PSDB e a presidente do CONSEG/Ipiguá, Néia Rosseto. O movimento recebeu o nome de “Movimento pela Vida! Por uma Vicinal Melhor!”

Dados estatísticos de acidentes ocorridos na rodovia revelam um aumento significativo no trecho entre os municípios de Rio Preto, Mirassolândia e Ipiguá. O número de acidentes saltou de 27 em 2016 para 39 em 2017. Houve aumento também no número de vitimas graves, que foram de sete em 2016 para dez em 2017. Por esses motivos, Néia Rosseto acredita que melhorias devem ser feitas: “Precisamos que melhorem as entradas e saídas dos condomínios, loteamentos e sítios.

Ou fazer acostamento em toda a extensão da rodovia, construir as vicinais,.que acreditamos que seria mais viável que a construção de rotatórias.”, disse. Néia também afirmou que em um futuro próximo a rodovia poderá ficar intransitável devido ao fluxo lento causado pelo grande movimento nos horários de pico.

O vereador Pedro Roberto (PRP) comentou sobre o assunto: “Esse movimento começou há dois meses, chamei alguns vereadores de Ipiguá para uma reunião na Câmara de Rio Preto, onde discutimos sobre as condições da rodovia. Fizemos uma reunião no DER (Departamento de Estradas e Rodagem) e também uma visita na rodovia Délcio Custódio. Já elaboramos um documento, que eu aprovei na Câmara, solicitando as melhorias ao Governador.”

Através de uma nota, o DER informou que a rodovia recebe constantemente serviços de conservação de rotina, reparo no pavimento, limpeza de pistas e acostamentos, poda e roçada. O DER também afirmou que já acionou uma equipe de conserva para avaliar o trecho citado pela reportagem e que tomará as medidas necessárias.(Colaboração: Vinicius LIMA)

 

Da REPORTAGEM

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS