Motoristas rio-pretenses embriagados colocam a vida em risco no trânsito da cidade

Duas infrações de trânsito provocadas pela imprudência de motoristas alcoolizados foram registradas em menos de uma hora em Rio Preto. Uma delas foi um acidente de trânsito e a outra resultou em uma perseguição pela área central da cidade.

Um dos casos foi o motorista de uma camionete Hilux, que não respeitou o sinal vermelho e acabou batendo na lateral de um carro. Os policiais militares estavam passando no momento do acidente e ao abordarem o motorista R.F.P., 26 anos, viram que ele não conseguia nem falar o próprio nome, fato que fez com que os policiais percebessem que o rapaz estava alcoolizado.

Dentro do automóvel foi encontrado uma garrafa de whisky com um resto da bebida. O motorista começou a vomitar e foi levado ao UPA Tangará. Foi pedido o exame de sangue para verificar a dosagem de álcool no sangue. O acidente aconteceu na Avenida Bady Bassitt, na última quinta-feira às 17h.

O outro caso é de um motociclista que seguia pelo calçadão da cidade em alta velocidade, sendo que no local não é permitido a passagem de veículos. Os policiais desconfiaram da ação do homem e deram sinal de parada. O rapaz não obedeceu e então se deu início a uma perseguição pela Rua Siqueira Campos, região central de Rio Preto, por volta das 16h20 da última quinta-feira.

Quando os policiais conseguiram deter o rapaz, perceberam que ele estava alcoolizado e com documentos atrasados. O motociclista F.S.B., 42 anos foi encaminhado para o exame de sangue, que confirmou a embriaguez.

Os dois motoristas tiveram os veículos apreendidos e foram atuados por embriaguez e direção perigosa. (Colaborou Chiara Gélio)

 

 

SEM COMENTÁRIOS