Motivação é o objetivo de palestra show

Superação é o tema do mês de setembro Exemplos positivos são o que procura o Riopreto Shopping para o ciclo de palestras desse mês. Em época de crises, é necessário transformações e para tal, nada melhor que histórias motivacionais para transformar obstáculos em oportunidades, como afirma o porta-voz do centro de compras

A banda “Sonho Ótico”, formada por deficientes visuais e que usa música e experiências como forma de cidadania, se apresenta nesta segunda-feira, na Praça 3 do Riopreto Shopping, às 20h.

“Sonho Ótico” é formada por Nei Cândido (voz e violão), Rogerio Pinheiro (bateria) e Rafael Aguiar (teclado) que compartilham em comum a deficiência visual e a missão de levar suas histórias e músicas a fim de motivar e ensinar as pessoas a lidarem com as diferenças no cotidiano.

Quem nos conta mais sobre o projeto “É coisa nossa”, título da palestra, é o vocalista. “Motivam as pessoas com deficiência ou não, a descobrirem seus próprios talentos” afirma Nei. Na apresentação, os artistas contam suas experiências, histórias de superação, com um contexto informativo de como lidar com a deficiência e com os deficientes, promovendo a inclusão. Motivação para encontrar suas habilidades, é outra preocupação, sem deixar de lado a interpretação musical, que conta em seu repertório musicas própria e de consagrados artistas brasileiros, como Raul Seixas.

O grupo foi formado há cerca de um ano, quando começaram os ensaios, e apresentaram-se pela primeira vez em junho, na cidade de Votuporanga. Cândido explica que é importante a participação de todos. “Muitas pessoas não sabem lidar com o deficiente visual, então quanto mais pessoas participarem, mais fácil é de conquistarmos a autonomia”, afirma e faz convite. “A banda Sonho Ótico espera todos vocês para aprender sobre o universo do deficiente visual, garantindo o convívio melhor na sociedade”, diz o artista.

A apresentação tem duração de uma hora e meia, e conta com a interação do público e dinâmica com bengalas, para entender melhor as dificuldades enfrentadas por eles. (Colaboração: João Ricardo Camilo)

 

Da Reportagem

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS