Mostra Ecofalante é realizada em Rio Preto

A Mostra Ecofalante de Cinema ambiental chegou em Rio Preto com uma programação sem precedentes. A abertura oficial do evento aconteceu, na noite de ontem, no Senac, com projeção de É Hora de Decidir (EUA, 2016), filme que aborda os desafios e soluções mundiais em relação às mudanças climáticas. O filme traz discussões que possibilitam ao público compreender não somente o que estamos fazendo de errado, mas também o que pode ser feito para acabar com essa ameaça global.

O evento acontece até o próximo dia 30. Ao todo serão 53 filmes exibidos gratuitamente em 18 lugares culturais e de educação da cidade. A mostra é consagrada por exibir produções inéditas de todas as partes do mundo e promover debates sobre temas socioambientais.

As sessões abertas ao público se concentram no Senac, Câmara Municipal, Associação Comercial – Acirp, CEU das Artes e CIECC, nas instituições de ensino superior Famerp, Unesp, Unorp, na Praça da Figueira (ao ar livre) e no Riopreto Shopping. Além disso, acontecerão exibições fechadas para os estudantes nos colégios Santo André e São José, Etec, Fatec, Senai, Serviço Social São Judas Tadeu, Sesi e Teatro Paulo Moura.

O público terá a oportunidade de assistir filmes com temas relacionados a mudanças climáticas, vida nas cidades, o efeito de produtos químicos na saúde humana, agrotóxicos, agricultura familiar, indústria da moda, lixo e reciclagem, relações de trabalho, ativismo, recursos hídricos e energia.

De acordo com o realizador, Chico Guariba, o evento foi possível por meio de parcerias com equipes pública e privada. “Para trazer a Mostra para Rio Preto fizemos uma parceria com a ONG local, a Atividades Culturais Paratodos, dirigida pelo cineasta Reinaldo Volpato, que vive na cidade, e isso facilitou muito as articulações. Muito importante também foi o apoio do prefeito Edinho Araújo, a prefeitura está mobilizando os espaços culturais e os alunos da rede pública para participação nas sessões. Estamos oferecendo uma formação gratuita para os professores da rede municipal, para instruí-los a utilizar o cinema como ferramenta pedagógica”, explica.

Serão exibidos os filmes O Mercado da Dúvida (Reino Unido/EUA, 2014) e A Era das Consequências (EUA, 2017), Martírio (Brasil, 2016), Não Respire – Contém Amianto (Brasil, 2017), Cheirando Mal (EUA, 2015), O Suplício: Vozes de Chernobyl (Luxemburgo/ Áustria/ Ucrânia, 2015), A Escala Humana (Dinamarca, 2012), Império da Fantasia (Dinamarca, 2016), Corda no Pescoço (Brasil, 2015), Terminal 3 (Brasil, 2016), O Veneno Está na Mesa 2 (Brasil, 2014), Agricultura Tamanho Família (Brasil, 2014), Sustentável (EUA, 2016), Verde Chorume (Brasil, 2015), entre outros.

 

Da Reportagem 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS