Morre, aos 64, o contista, cronista e poeta Edvaldo Jacomelli

Morreu, à 1h15 desta quinta-feira, no Hospital Beneficência Portuguesa, em Rio Preto, o poeta, cronista e contista Edvaldo Jacomelli, 64.

Ele havia sido internado, após sofrer uma queda da própria altura, quando feriu a cabeça, sendo submetido a uma cirurgia. Estava internado na UTI e não resistiu a uma pneumonia.

Dhoje Interior

“Perdemos um grande escritor e um ser humano de enorme valor. Uma pessoa afável que acreditava na paz  e valorizava as artes. Ele nunca viveu da sua arte, que era a escrita, e passou sua vida trabalhando como bancário. O nosso pequeno mundo cultural encolheu-se com a sua passagem para a eternidade. Uma perda lamentável”, declarou o historiador e jornalista Lelé Arantes.

O velório está previsto para acontecer das 13h às 17h, no Cemitério da Ressurreição, na Vila Ercília. Em decorrência do isolamento social, será permitida a entrada de dez em dez pessoas para as últimas homenagens.

Daniele JAMMAL