Mirassol FC adquire área para construção do Centro de Treinamento

Em pouco mais de um ano, o Mirassol Futebol Clube deu um salto inimaginável pelo seu torcedor dentro e fora do campo. O time conquistou o acesso para o Paulistão, em 2016, e neste ano garantiu a manutenção na elite e a vaga no Campeonato Brasileiro da Série D de 2018. Agora, o dia 11 de julho de 2017 também entra para a história do Leão da Araraquarense. É que o presidente Edson Antonio Ermenegildo assinou a escritura de compra de uma área no município para a construção do tão sonhado Centro de Treinamento (CT) do clube. O terreno – localizado ás margens da rodovia Euclides da Cunha, em Mirassol – tem um total de dois alqueires (cerca de 48,4 mil metros quadrados) e fica há oito quilômetros do estádio José Maria de Campos Maia. O valor do investimento é de R$ 750 mil.

“É o início da realização de um sonho e dar esse passo foi importante para a história do Mirassol Futebol clube”, afirmou Edson Ermenegildo. “É primordial para o Mirassol ter um CT. Hoje alugamos campos do Palestra, que nos atende muito bem a este respeito. Antes treinávamos em campos de municípios vizinhos e tínhamos dificuldades na manutenção desses gramados, que não ficava a nosso encargo”, acrescentou.

O projeto do Mirassol FC é construir no terreno quatro campos oficiais, que segue o padrão da FIFA, vestiários, academia e futuramente alojamentos completos com toda a estrutura profissional para os jogadores. “Estamos na fase de planejamento, colhendo orçamento de pessoas especializadas na área. A data prevista de entrega do CT é no Natal deste ano”, disse Ermenegildo.

Legendas das fotos:
Foto 01 e 02: no momento da assinatura da escritura na sala de imprensa. Da esquerda para a direita o presidente do Conselho Deliberativo do Leão,  Hagope Yacubian, o presidente do Mirassol FC, Edson Antonio Ermenegildo, e o tesoureiro Antonio Roberto Barroso.

Foto 03: da esquerda para a direita: Hagope Yacubian, Antonio Barroso, José Carlos e Aparecida Frezarin Ferrari (ex-proprietários da área, ou seja, os vendedores), presidente Edson Antônio Ermenegildo e o cartorário Sérgio Valdoski.

Da REDAÇÃO

SEM COMENTÁRIOS