Mini-lockdown foi favorável, diz secretário

Segundo O Secretário de Saúde, Aldenis Borin, a criação desses novos leitos de UTI é uma retaguarda/ Foto: SMCS

O secretário de Saúde, Aldenis Borim, faz uma avaliação parcial sobre o primeiro mini-lockdown feito em Rio Preto domingo, segunda e terça-feira. Segundo Borim, a ação foi bem favorável e a maioria dos comerciantes entendeu a necessidade de medida e a respeitaram.

Ele salientou que a Vigilância Sanitária recebeu algumas denuncias, foi até o local e os estabelecimentos foram fechados, mas isso corresponde a uma parcela muito pequena.

Dhoje Interior

“Os dados que chegam do transporte coletivo também são animadores, houve uma queda importante do número de passageiros do transporte coletivo. O que nos leva a crer que houve menos aglomerações, menos movimentações e que o isolamento foi bem maior do que vinha ocorrendo anteriormente”, salientou.

Segundo dados pela própria Prefeitura, houve uma queda de 15% no número de passageiros utilizando o transporte coletivo na segunda e na terça-feira, o que representa cerca de 7 mil passageiros a menos do que em dias normais.

Por outro lado, segundo do site do governo do Estado que acompanha o isolamento social de todos os municípios paulistas, Rio Preto manteve a mesma média de isolamento social do que na semana antes do mini-lockdown, com 43% de isolamento na segunda (29) e terça (30) e 47% no domingo (28).

Apesar dos números oficiais do Estado, na segunda-feira e na terça-feira, a reportagem constatou um número pequeno de pessoas na área central (Calçadão) e a maioria que foi pega de “surpresa” pelo comércio fechado.

Por Sérgio SAMPAIO – Da Redação Jornal DHoje Interior