Micro e pequena empresa atinge maior confiança em 18 meses

Dados revelam que 53,2% dos empresários estão mais confiantes no futuro da economia brasileira.

Pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) alcança 50,6 pontos em outubro com empresários mais otimistas com a economia.

A confiança da micro e pequena empresa atingiu 50,6 pontos em outubro, o maior nível em 18 meses. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (3) e fazem parte de um indicador desenvolvido pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Esse indicador é semelhante a um termômetro que vai de zero a 100 e quanto mais próximo do limite máximo, mais confiantes estão os empresários. A confiança é determinante para que essas empresas possam pensar em ampliar suas operações e contratar mais empregados.

Em outubro do ano passado, o indicador marcava 38,7 pontos e 31,0% dos entrevistados se declaravam confiantes no desempenho futuro da economia brasileira. Agora, um ano depois, essa proporção alcança 53,2% dos empresários, um avanço de 22,2 pontos percentuais.

“O resultado evidencia que os empresários sondados estão, em sua maioria, confiantes com os rumos da economia e dos negócios”, observou o presidente da CNDL, Honório Pinheiro. Para ele, a consolidação da confiança é componente fundamental para “o rompimento do atual ciclo recessivo”.

Micro e pequenas empresas

O Indicador de Confiança do Micro e Pequeno Empresário (ICMPE) leva em consideração 800 empreendimentos do setor comércio varejista e serviços, com até 49 funcionários, nas 27 unidades da federação, incluindo capitais e interior. As sondagens são realizadas nos 10 primeiros dias úteis de cada mês.

 

Da Redação

Fonte: Portal Brasil

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS