Mecânico é morto ao entregar celular e PM prende suspeito

Latrocínio (roubo seguido de morte) ou execução. Essas são as duas principais hipóteses com que trabalha a polícia de Rio Preto na investigação da morte do mecânico Wesley Alves dos Santos, 29 anos.

Ele foi baleado no braço direito e nas costas ao descer do carro, onde estava sua mulher, para entregar um celular para uma dona de casa, moradora na avenida Alfredo Teodoro de Oliveira, no Jardim Planalto, por volta das 20h40 desta quinta-feira.

A vítima, que comprava celulares com defeito, consertava e revendia, havia negociado a venda do aparelho pela internet.

Depois de receber da compradora os R$ 200, em quatro cédulas de R$ 50, Santos foi cercado por um grupo, formado por três ou quatro homens e um deles, armado com revólver e posteriormente identificado como o auxiliar de mecânico F.M.M.E., 19, efetuou os disparos.

Ao ser atingida no braço, a vítima correu para a calçada oposta, quando foi baleada nas costas. Os bandidos fugiram levando um celular de Santos.

O acusado foi preso pela PM pouco depois do crime, no bairro Renascer, e está na carceragem da DIG (Delegacia de Investigações Gerais).

Daniele JAMMAL

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS