Marca busca elevar autoestima de mulheres plus size

Investir em peças que atendam todos os estilos e biotipos é prioridade para a marca de vestidos de festa Paetê Closet, especializada em medidas maiores. A empresária Marina Guazzelli, proprietária da griffe, conta que já ouviu diversos relatos sobre os contratempos que as consumidoras plus size passam por causa da cultura do corpo perfeito.

“Isso acontece simplesmente porque a sociedade ainda não entendeu, de fato, que todas podem ser bonitas à sua maneira”, frisa Marina.

A esteticista Danielli Martines, 37 anos, que veste manequim 46/48, diz que, “encontrar tamanhos e modelos jovens com valor justo que me deixem bonita são as maiores dificuldades que tenho, porque, na maioria das vezes, eu só acho peças largas e sem estilo”.

Lígia Rios, proprietária da unidade de Mauá da marca, salienta ainda que “o público plus que vem à loja se queixa muito dos modelos de festa que encontram quando têm algum evento”.

Danielli completa dizendo que “a maioria das peças é sem graça e sem estilo e isso prejudica muito a nossa autoestima.”

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS