MAIS FÉRTIL – Perguntas e Respostas em Reprodução Humana

Qual a porcentagem de chance de uma mulher com 30 anos engravidar de primeira com a FIV?

Depende muito da reserva ovariana, quanto mais óvulos conseguirmos, teremos mais embriões e maiores serão as chances de sucesso. De uma forma geral, a chance de conseguir ter um filho com todos os embriões formados a partir de uma captação em mulheres com 30 anos fica entre 50-60%.

Dhoje Interior

Adenomiose pode atrapalhar na TEC?

Os melhores estudos disponíveis mostram que a adenomiose não traz qualquer impacto negativo nas chances de sucesso do tratamento.

É possível depois de várias TECs com inúmeros ultrassons, ter passado a hidrossalpinge despercebida?

Sim. O diagnóstico de hidrossalpinge pode ser bastante difícil quando a trompa não está muito dilatada e a mesma está posicionada entre as alças intestinais.

Tenho doença autoimune, pode ser que o embrião não desenvolva por ter o gene do esposo?

Não existe qualquer comprovação que tais pontos tenham qualquer impacto na chance de sucesso. Muito pelo contrário, em todo o mundo o melhor resultado é observado em mulheres usando óvulos, no qual todo o material genético é estranho.

O que significa embrião expandido?

É um mero detalhe técnico sobre o estágio de desenvolvimento do embrião.

Quando os tratamentos poderão ser retomados, por conta do COVID?

Os tratamentos já foram reiniciados, apenas estamos tendo cautela com início de casos e sugerindo adiar para setembro, quando muito provavelmente, a situação estará bem melhor.

Tenho 29 anos, exame de hormônio anti mulleriano com resultado 5,07, é bom?

Tanto a idade quanto a avaliação da reserva ovariana apontam para uma alta chance de gravidez (>60%).

Para a transferência, taxas hormonais contam? Progesterona? Como é feito a preparação?

Utilizamos 3 tipos diferentes de preparo endometrial(natural com fita de LH, natural com hCG e artificial); cada um tem suas características próprias. A dosagem hormonal é algo opcional e sua interpretação depende muito do momento em que é solicitado (caso seja).

Tenho a outra trompa obstruída, atrapalha nas chances de gravidez com FIV?

Não. Apenas a trompa dilatada (hidrossalpinge) atrapalha nas chances de sucesso do tratamento.

Na segunda captação (com protocolo duostim) tem mais chances de ter embriões euploides ? Duostim é indicado em algum caso?

Não existe indicação para fazer duas estimulações sem pausa entre elas (Duostim) e a segunda captação não resulta em mais embriões euplóides.

A biópsia é indicada acima de 38 anos? A cardiopatia congênita daria para ver em biopsia?

A biópsia não consegue detectar cardiopatia congênita e nem qualquer outro tipo de malformação que não seja associada a um número anormal de cromossomos (Síndrome de Down, Patau, Edwards, Turner e Síndrome de Klinefelter).

Tenho endometriose, indicam outra cirurgia, posso fazer FIV antes da cirurgia?

Sim, a endometriose não prejudica em nada o resultado da FIV. A cirurgia para endometriose entretanto pode prejudicar muito o resultado da FIV, pois frequentemente há dano na reserva ovariana, reduzindo o número de óvulos que conseguimos obter no procedimento.

Quais requisitos para fazer uma FIV?

Saber das limitações do tratamento e optar por realizá-lo. Os únicos exames obrigatórios são exames para doenças infecciosas (exigência da ANVISA).

É indicado fazer acupuntura antes do tratamento?

Não existe evidência robusta do benefício da acupuntura.

Se for transferir embrião em  D3, avalia o embrião na estufa? Quais os critérios usados para decidir se a transferência será em D3 ou D5/D6/D7?

Nossa sugestão é sempre transferir em estágio de blastocisto. Essa estratégia ajuda a reduzir o tempo, custo e frustrações até se atingir um bebê, pois evita algumas transferências de embriões com baixa chance de sucesso. Quando o laboratório tem boas condições de cultivo , é muito provável que o embrião que não atingiu estágio de blastocisto no laboratório não iria se desenvolver dentro do útero.
Entretanto, em algumas situações, por questão de comodidade, acabamos realizando transferência em D2/3. Por exemplo, um casal que mora longe e quer transferir no mesmo ciclo, pode optar por transferir antes para otimizar o tempo.

Qual tem mais chances de positivos, embriões congelados ou frescos?

A chance é praticamente a mesma.

Podemos fazer o estudo de embriões mesma na recepção de óvulos de mulher jovem? Para garantir que não tenha nenhum problema nos embriões?

Até quantos óvulos é considerado normal numa punção, para fazer a fresco?

Nossa sugestão é não transferir no mesmo ciclo por conta de risco de síndrome de hiperestimulação ovariana nos casos em que obtemos mais de 15-20 óvulos.

A receptora pode ter acesso as fotos de criança da doadora e vice versa? A criança quando estiver grande pode ter acesso a essas fotos e conhecer a identidade da doadora?

De acordo com a orientação do Conselho Federal de Medicina, o sigilo é obrigatório e as receptoras não podem ver fotos de crianças da doadora ou vice versa.

Sou receptora, se fez a captação de óvulos da doadora mais não teve sucesso com nenhum óvulo, daí o próximo ciclo é a mesma doadora?

Na grande maioria das vezes, cada mulher doa óvulos apenas uma vez e, portanto, toda vez que precisar de óvulos, será de doadoras diferentes.

As doadoras podem ficar sabendo sobre se os óvulos dela deram certo para receptoras?

Não, todo o processo é sigiloso.

Em casos mãe independente/solo qual tratamento indicado?

Depende da idade da mulher e da reserva ovariana.Outro fator importante é saber se as tubas são permeáveis , algo importante quando se tem dúvida entre a inseminação intra – uterino e a fertilização in vitro.

Como funciona o programa de óvulos doados? Respeitam as características genéticas do casal? Qual o tempo de espera para óvulos doados?

Temos uma equipe que busca identificar entre as mulheres aguardando óvulos aquelas que sejam fisicamente mais semelhantes com a voluntária para doação de óvulos. O tempo de espera depende da raridade das características físicas consideradas como importantes pela mulher aguardando óvulos.

Baixa mobilidade dos espermas e SOP, tenho chance de gravidez natural? Tal aconselhamento somente seria adequado após consulta com avaliação de todos os detalhes do caso.

Por Luiz Fernando Gonçalves Borges – médico ginecologista e obstetra, pós-graduado em Reprodução Humana.