Mais de 56 mil motoristas baixam aplicativo de vagas rotativas em RP

A taxa de pós-utilização concede prazo para que motorista escape da pontuação negativa na CNH. Foto: Ivan Feitosa SMCS

Lançado no início de dezembro de 2018, o aplicativo Estacione Digital que permite a compra de vagas do estacionamento rotativo contabiliza, atualmente, 56.214 usuários. São motoristas que aderiram à facilidade oferecida pelos smartphones para ter acesso ao serviço, sem necessidade de procurar postos de vendas ou funcionários da Emurb (Empresa Municipal de Urbanismo) para comprar talões.
Segundo a Emurb, a empresa desenvolveu o sistema para acelerar o atendimento aos motoristas. Ao todo, são 94 agentes que atuam, diariamente, nas ruas, porém, somente, com esse efetivo não é o suficiente para a demanda das 3.069 vagas do estacionamento rotativo de Rio Preto.

“É mais fácil, mais prático porque não precisa ficar atrás dos agentes. Quanto tenho consultas ou outras coisas e, às vezes, acontecia de não encontrá-los, então com o aplicativo ficou mais rápido
Larissa Carolina Santos Rodovalho. Usuária do aplicativo

Para Larissa Carolina Santos Rodovalho, de 22 anos, o aplicativo Estacione Digital facilitou as atividades do dia a dia. “É mais fácil, mais prático porque não precisa ficar atrás dos agentes. Quanto tenho consultas ou outras coisas e, às vezes, acontecia de não encontrá-los, então com o aplicativo ficou mais rápido”, disse a jovem.
Além do aplicativo, há pontos como Mercado Municipal, Poupatempo, Secretaria do Trabalho, um quiosque localizado na Praça Rui Barbosa e outros pontos autorizados que funcionam como postos de vendas de talões.
Somente, no ano de 2019, foram registradas 12.364 multas por estacionar em desacordo com a regulamentação das vagas rotativas. Com o uso do aplicativo a Emurb notou uma maior rotatividade dos motoristas. “Cada vaga registrava, antes do sistema, dois usos regulares por dia em média. Agora são quatro usos diários entre segunda e sexta-feira”, disse Rodrigo Juliano, superintendente da Emurb de Rio Preto.
Uma das vantagens do aplicativo é não precisar deixar um cartão de papel no veículo, já que a fiscalização é feita a partir da leitura digital das placas, por meio de celulares dos da Emurb. É uma oportunidade para o motorista notificado regularizar o uso da vaga e evitar a multa. Desrespeitar o estacionamento rotativo é uma infração considerada grave, gera cinco pontos na carteira e multa de R$ 195,23.
Pós-utilização

Dhoje Interior

Os agentes da GCM estão autorizados a multar os motoristas que não retirarem o veículo da vaga após o tempo regulamentado. No comprovante gerado pelo fiscal, constam orientações para que o veículo seja retirado da vaga após transcorrido o tempo do tíquete, assim como um alerta para a possibilidade de autuação.
Ao ser notificados, os motoristas têm o prazo de duas horas úteis para pagar pós-utilização por vaga do Centro ou três horas para vagas da Redentora – a exemplo do tempo máximo de permanência nas vagas de cada local. Os valores da pós-utilização são: R$ 12,00 para as áreas de 2h, no Centro e R$ 18 para as áreas de 3 horas, na Redentora. Atualmente, os usuários do sistema E-Digital (App e Portal) são notificados sobre o tempo de tolerância e sobre a emissão de pós-utilização via e-mail e aplicativo. Além disso, são colocadas versões impressas dessas notificações no para-brisa dos carros.
“A queda mês a mês na geração da pós-utilização indica que os usuários estão se adaptando rapidamente ao sistema”, disse o superintendente da Emurb.

Por Mariane DIAS