Mais de 18 mil rio-pretenses ainda não declararam imposto de renda

O prazo final para a entrega do Imposto de Renda termina nesta terça-feira (30). A expectativa da Delegacia da Receita Federal de São José do Rio Preto é de receber 114 mil declarações até a data limite. No entanto, só foram entregues 95.313 declarações no município até o momento. Na região, que abrange 72 cidades, são esperadas 296 mil declarações, sendo que 253.510 foram feitas até esta segunda-feira (29).

“É muito importante, após a entrega da Declaração do Imposto de Renda, acompanhar o seu processamento para verificar se não está retida na malha fiscal. Isso acontece quando tem alguma pendência. Se estiver retida na malha, a pessoa deverá, se possível, retificar espontaneamente corrigindo os erros cometidos. É importante ressaltar que a restituição de quem tiver a Declaração retida na malha fiscal também ficará retida até que a pendência seja resolvida” afirmou Mauro José Silva, auditor da fiscal da Receita Federal de Rio Preto.

Dhoje Interior

No âmbito nacional, cerca de 5,3 milhões ainda não fizeram a declaração. Devem entregar a declaração 2020 (ano-base 2019) o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado, o equivalente a R$ 2.196,90 por mês, incluído o décimo terceiro. Também devem apresentar o documento quem teve receita bruta de atividade rural superior a R$ 142.798,50, os contribuintes com rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte de mais de R$ 40 mil, e contribuintes com patrimônio de mais de R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2019.

Destinação Solidária

Quem ainda não fez a declaração poderá optar pela destinação solidária, um programa pelo qual é destinada parte do Imposto de Renda do Exercício 2020 para ajudar idosos, crianças e adolescentes de Rio Preto. Esta destinação torna possível as ações integradas do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Para este ano uma novidade: o índice do IR destinado é de 3% para os Fundos dos conselhos da criança e 3% para o idoso no caso da pessoa física, enquanto antes era apenas para a criança. Já a pessoa jurídica com lucro real pode destinar 1% para cada fundo, num total de 2%.  Para participar, basta o contribuinte informar o seu contador sobre a melhor maneira de fazer essa destinação.

No ano passado, o total arrecadado foi de R$ 1.307.000. Rio Preto tem capacidade de arrecadar um total de R$ 19 milhões. Ao todo, são 33 entidades cadastradas no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e 6 entidades do Conselho Municipal dos Idosos. A meta de arrecadação este ano é chegar a R$ 2 milhões. Ao todo são 107 mil crianças e adolescentes e 66 mil idosos vivendo em Rio Preto.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior