Magazine inicia campanha para trocar TV “zicada” pelo 7 a 1 de 2014, por nova rumo ao hexa em 2018

Televisores antigos poderão ser usados como moeda na compra de televisores novos até 15 de julho, o último dia da Copa

A partir deste sábado (14) todas as 860 lojas físicas do Magazine Luiza darão o pontapé inicial na promoção que incentiva a troca dos televisores antigos, principalmente aqueles da última Copa do Mundo, quando o Brasil perdeu para a Alemanha por 7 a 1, por televisores novos para assistir a Copa do Mundo da Rússia, que está a 60 dias de começar.

A proposta da empresa, que vai até o dia 15 de julho, dia da final da Copa do Mundo deste ano, é que o consumidor leve sua TV, que será avaliada entre R$ 100 e R$ 1.500, dependendo do estado de conservação, e esse aparelho seja usado como moeda para a compra do novo televisor.

“O televisor precisar estar funcionando, com tela intacta. Pode ser qualquer televisor, de qualquer marca. Temos uma tabela de descontos, dependendo do televisor. Os descontos vão de R$ 100 a R$ 1500. Assim que o valor do desconto for estipulado, o cliente pode usar esse valor como parte do pagamento de qualquer televisor da loja. E o valor restante ele pode pagar como quiser, parcelado no cartão e etc”, explicou Júlio Pereira, diretor regional do Magazine Luiza.

A empresa espera que 50 mil televisores sejam trocados durante a promoção. Em 2017 foram comercializadas 10,4 milhões de unidades de televisores no Brasil. A GFK, consultoria de pesquisa, estima um aumento de 22% em 2018. Quase todo volume deve ser vendido no primeiro semestre, mostrando um comportamento de consumo típico em anos de Copa.

“A promoção acontece somente nas lojas físicas. Todos os televisores à venda no Magazine Luiza estão na promoção. Vamos vender o dobro de tevês que vendemos no mesmo período do ano passado e 60% mais do que na Copa de 2014”, afirmou Pereira.

Segundo o diretor regional do Magazine, a promoção das trocas de televisores recebeu o nome de “Sai Zica”, em referência aos aparelhos que transmitiram o fatídico jogo entre Brasil e Alemanha, nas semifinais da Copa do Mundo de 2017, que terminou 7 a 1 para a equipe alemã. Sobre se os novos aparelhos podem trazer sorte para a Seleção Brasileira, Pereira brinca e encerra dizendo que é melhor não arriscar.

“Temos uma campanha que pergunta: “Você vai ter coragem de ver a Copa da mesma tevê do 7a1?”. É uma brincadeira com a superstição do brasileiro. Vai que essa tevê está com energias ruins? Melhor trocar”, finaliza.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS