LUTO: O adeus à pequena guerreira Bia

Foto: Arquivo Pessoal

A pequena Beatriz Migliari de Lima Nascimento, de apenas 2 anos de idade, que lutava contra a leucemia linfoide aguda, perdeu a luta contra a doença e morreu por volta das 8h da manhã de sábado (13), no Hospital Samaritano, em São Paulo, onde fazia tratamento contra a doença.

Diagnosticada com câncer aos cinco meses de vida, os médicos chegaram a dizer que ela estava curada. No entanto, poucos dias depois, quando Bia fazia um tratamento de manutenção, os resultados dos exames estavam alterados e veio a notícia: o câncer tinha voltado.

A família correu contra o tempo. Campanhas nas redes sociais pediam a mobilização do maior número de pessoas para realizar e atualizar o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME). A estimativa no Brasil, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é de um doador compatível a cada 100 mil pessoas.

Bia estava internada na ala de isolamento da Unidade de Terapia Intensiva específica para combater a leucemia. A informação, divulgada pelas redes sociais, é que a menina teve uma noite difícil e que o quadro clínico foi agravado, precisando passar por vários procedimentos invasivos.

O sepultamento está previsto para às 17h do domingo (14), no cemitério Jardim da Paz, com a possibilidade de antecipação.

Da Reportagem

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS