Justiça Eleitoral faz auditoria das urnas para votação no segundo turno

Urnas estão lacradas e prontas para eleição do segundo turno. (Foto Claudio Lahos)

Todas as 963 urnas do Cartório Eleitoral de Rio Preto estão lacradas e mais uma vez prontas para o segundo turno das eleições de 2018. Durante a semana, uma auditoria foi realizada por um juiz eleitoral e promotor nas três zonas eleitorais do município (125, 267 e 268). O procedimento é realizado a fim de garantir a segurança e o sigilo do voto aos 328.658 mil eleitores aptos pela Justiça Eleitoral.

O chefe do Cartório da 125ª Zona Eleitoral, Luciano Hiroshi Uesaka, explica que já está tudo praticamente pronto para domingo. A votação do segundo turno, segundo ele, seguirá o mesmo formato do primeiro. Houve apenas a mudança no programa, com a redução do número de candidatos, já que desta vez, os eleitores votarão em apenas quatro nomes: nos presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), e nos nomes que disputam o Governo de São Paulo, João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB).

Para fazer a auditoria nas urnas, os três juízes e promotores de cada zona eleitoral escolhem de forma aleatória três equipamentos, que são testados para verificar se está tudo certo para receber os votos. Na ocasião, eles tiram a “zerézima”, para confirmar que não consta voto em nenhum dos concorrentes. Depois é simulada uma votação e conferido o resultado. Em seguida, a máquina volta a ser lacrada para a eleição de domingo.

“Na nossa zona eleitoral teve reclamações de eleitores sobre problemas para votar em candidatos, alguns disseram que apertaram o número e a foto não aparecia e ainda que não conseguiam confirmar. Testamos essas duas urnas apontadas e funcionaram normalmente”, afirmou Uesaka.

Para evitar que esse tipo de episódio volte a acontecer no domingo, o chefe de cartório explica que se houver qualquer reclamação, o processo será interrompido e representantes da Justiça vão conferir qual o problema para garantir a lisura do processo. “Se apontar algum problema no momento da votação, orientamos que o eleitor comunique o mesário da seção que irá detalhar o fato a um representante da justiça eleitoral. Ninguém fica sem votar.”

Segundo Luciano Uesaka, cerca de cinco mil pessoas entre mesários, logística, apoio e segurança, vão trabalhar com as eleições neste segundo turno. A montagem dos locais de votação começa nesta sexta-feira (26), das zonas eleitorais da 125ª e 267ª. As urnas da 268ª zona eleitoral serão deslocadas no sábado. Conteúdo especial: Vinícius MAIA

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS