Justiça determina suspensão de portaria do MEC contra Universidade Brasil

A 2ª Vara Cível da Seção Judiciária do Distrito Federal determinou, na última sexta-feira (7), a suspensão do procedimento do Ministério da Educação (MEC) contra a Universidade Brasil, em Fernandópolis.

Por meio de nota, a Universidade informou que vai colocar em prática uma série de ações que incluem a captação de novos alunos para diversos cursos, presenciais e do EAD, criação de novos cursos e polos de ensino, emissão de diplomas, entre outros.

Dhoje Interior

“É um reconhecimento importante do empenho da nova gestão em solucionar as pendências da nossa Universidade. Sabemos que há muito a ser feito e continuaremos implementando as melhores práticas, pautados sempre pela transparência e ética em nosso trabalho”, disse em nota o reitor Felipe Sigollo. Ele assumiu o cargo em abril deste ano.

Em setembro do ano passado, a Polícia Federal deflagrou a “Operação Vagatomia”, na qual investigava fraudes no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do Governo Federal. Em março deste ano, o MEC decidiu desativar o curso de medicina. Com isso ficaram proibidas a realização de novos vestibulares e matrículas de alunos. No entanto, uma liminar na Justiça obtida em maio permitiu o ingresso de novos alunos no curso de medicina.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior