Justiça autoriza retirada de famílias da favela Brejo Alegre

A Justiça de Rio Preto autorizou reintegração de posse da favela Brejo Alegre. A decisão em caráter liminar é da juíza Tatiane Pereira Viana Santos, da 2ª Vara da Fazenda Pública. Ela dá 60 dias para que as 80 famílias que ocuparam o local às margens da via férrea deixem o local. São cerca de 200 moradores ao todo. A ação reivindicando a reintegração de posse é da Prefeitura de Rio Preto e foi impetrada em novembro de 2017, quando os sem-teto deixaram área que era da União e transferiram os barracos para a rua, que pertence ao município. Em seu despacho, a juíza exige uma série de medidas por parte da Prefeitura, como a oferta de abrigos para idosos, crianças e portadores de deficiência física. Também determina que o município possibilite que famílias de fora consigam retornar para suas cidades de origem. A Brejo Alegre é uma das duas favelas de Rio Preto. A medida autoriza, inclusive, uso de força policial. A outra, com mais do dobro de tamanho, fica na Vila Itália também é alvo de briga judicial. Leia mais sobre o assunto em breve.

Fonte: Conexão Capivara 

SEM COMENTÁRIOS