Janeiro Brasileiro da Comédia termina nesta quinta

A 18ª edição do Janeiro Brasileiro da Comédia (JBC) termina nesta quinta-feira (30/1). Os locais de apresentações são variados: Teatro Municipal Paulo Moura, Teatro Municipal Nelson Castro e ECO Santo Antônio.

Ingressos

Dhoje Interior

A entrada para as sessões no Teatro Municipal Paulo Moura é um litro de leite longa vida (caixinha) por ingresso. A troca é feita na bilheteria no local, uma hora antes do início de cada espetáculo.

Já as demais apresentações são gratuitas. Nos locais fechados onde o número de lugares é limitado, a retirada de ingressos é por ordem de chegada e a entrega acontece uma hora antes de cada apresentação.

Programação

O JBC chega à sua 18ª edição, com uma programação mais ampla, com 11 espetáculos, trazendo o melhor do teatro nacional de comédia e humor para Rio Preto. No ano passado, o JBC teve oito espetáculos. Promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, o Janeiro da Comédia acontece entre os dias 23 e 30 deste mês.

Sucesso no ano passado, a Mostra Descentralizada também acontece pela segunda vez, levando os espetáculos do Janeiro Brasileiro da Comédia para diversos locais da cidade.

Mostra Descentralizada

Na edição 2020, assim como no ano anterior, além da Mostra Oficial que acontecerá no Teatro Paulo Moura, a expansão do JBC percorre outros sete locais da cidade com a Mostra Descentralizada. São eles: CEU das Artes Aristides dos Santos; Complexo Swift (mezanino); Teatro Municipal Nelson Castro; Centro Social Estoril; Jardim Suspenso do Terminal Urbano; Eco Santo Antônio e Praça dos Esportes e Cultura de Engenheiro Schmitt.

Histórico JBC

O Janeiro Brasileiro da Comédia foi criado em 2003 para comemorar os 30 anos do Teatro Municipal Humberto Sinibaldi Neto e, em 2020, completa 18 anos de história. O JBC é um projeto composto por mostra de espetáculos nacionais do gênero comédia; atividades formativas; debates, envolvendo artistas participantes e convidados, dentre outras ações.

A curadoria do JBC é de Jorge Vermelho, assessor da Secretaria de Cultura e a comissão de seleção dos espetáculos foi composta por Alexandre Mate, Cida Almeida e Ésio Magalhães, profissionais na área.

Formativas

As ações formativas do JBC 2019 serão compostas por debates ao fim de cada apresentação no Teatro Paulo Moura e workshops que acontecem no mezanino e chaminé do Complexo Swift . Os workshops serão: O ator autoral e seu corpo (Os Ciclomáticos – Rio de Janeiro/RJ); Improvisação para atores e não atores (Antropofocus – Curitiba/PR); Acrobacias de solo (Rosa dos Ventos – Presidente Prudente/SP); Poéticas do malabarismo (Regazzoni e Tressi – São Paulo/SP); Palhaçaria e comicidade física (LaMínima – São Paulo/SP); Diálogos cênicos entre o clássico, o popular e o contemporâneo (Cia Cênica – São José do Rio Preto/SP) e Clown: como se fosse a última vez (Seres de Luz Teatro – Campinas/SP).

Debates

Os debates são realizados após as apresentações na Mostra Oficial (Teatro Municipal Paulo Moura) e são espaços de reflexão acerca da fruição da obra apresentada, oferecendo elementos para a análise crítica e entendimento do processo de construção do espetáculo. A mediação dos debates será de Alexandre Mate. As inscrições para as formativas já estão abertas e devem ser feitas no Complexo Swift (Núcleo de Artes), localizado na Av. Duque de Caxias, 3900 – Jardim dos Seixas ou no portal da Prefeitura, na página do JBC: www.riopreto.sp.gov.br/2020jbc. O telefone para mais informações 3202-2313. Confira a programação completa do JBC no portal da Prefeitura: www.riopreto.sp.gov.br/2020jbc

PROGRAMAÇÃO JANEIRO BRASILEIRO DA COMÉDIA 2020:

SEGUNDA 27/1 A QUINTA 30/1

ESPETÁCULOS

H2OBoom – (Regazzoni e Tressi Produções Culturais – São Paulo/SP)

27/01, 19h30 – CEU das Artes Aristides dos Santos (Mostra Descentralizada)

Fuzurufafa Bafafazuru – (Circo Teatro Rosa dos Ventos -Presidente Prudente/SP)

27/01, segunda, 17h – Jardim Suspenso – Terminal Urbano

Queijo & Goiabada – Das Canções Que Você Não Autorizou Pra Mim – (Cia Cênica – São José do Rio Preto/SP)

27/01, segunda, 20h – Teatro Municipal Paulo Moura

28/01, terça, 19h30 – Praça dos Esportes e Cultura – Engº Schmitt (Mostra Descentralizada)

Spaghetti – (Seres de Luz Teatro – Campinas/SP)

28/01, terça, 20h – Teatro Municipal Paulo Moura

29/01, quarta, 19h30 – ECO Santo Antônio (Mostra Descentralizada)

Ordinários – (LaMínima Circo e Teatro – São Paulo/SP)

28/01, terça, 19h30 – Teatro Municipal Nelson Castro (Mostra Descentralizada)

29/01, quarta, 20h – Teatro Municipal Paulo Moura

O Circo Bélico (Trupe da Lona Preta -São Paulo/SP)

Encerramento: 30/01, quinta, 20h – Teatro Municipal Paulo Moura

AÇÕES FORMATIVAS

WORKSHOPS

Acrobacias de Solo

27/01, Segunda, Das 9h às 12h – Complexo Swift – Sala Chaminé

Poéticas do Malabarismo

27/01, Segunda, Das 10h às 13h – Complexo Swift – Mezanino

Palhaçaria e Comicidade Física

28/01, Terça, Das 9h às 12h – Complexo Swift – Sala Chaminé

Diálogos Cênicos entre o Clássico, o Popular e o Contemporâneo.

28/01, Terça, Das 9h às 12h – Complexo Swift – Mezanino

Clown – Como Se Fosse a Última Vez

29/01, Quarta, Das 9h às 12h – Complexo Swift – Sala Chaminé

INGRESSOS:

Mostra Oficial –Teatro Municipal Paulo Moura e Mezanino do Complexo Swift – o ingresso deve ser trocado por 1 litro de leite (embalagem tetra pack)

Mostra Descentralizada – ingressos gratuitos.

Retirada de Ingressos – Os ingressos serão distribuídos ou trocados pela caixa de leite, com uma hora de antecedência ao espetáculo, nos locais de apresentação.

Sinopses e Fichas Técnicas

Espetáculos de hoje (27/01) e de amanhã (28/01)

FUZURUFAFA BAFAFAZURU (Circo Teatro Rosa dos Ventos

Presidente Prudente/SP)

Duração: 50 minutos

Faixa etária recomendada: livre

Sinopse: A trama é uma brincadeira cheia de presepadas de palhaço e que resgata as matrizes da linguagem cômica e cênica do Grupo. Apresentado no mais alto astral e estilo rueiro, com músicas, sonoplastias e muito improviso, FuzuruFafá BafafáZuru exibe a identidade cômica dos palhaços do Rosa dos Ventos em cenas e números do circo popular brasileiro.

Ficha Técnica

Elenco: Luís Valente, Fernando Ávila e Tiago Munhoz

Adaptação, criação, Trilha Sonora Original, Figurinos, Cenografia e direção: Rosa dos Ventos

Arte Gráfica: Ricardo Bagge

H2OBOOM (Regazzoni e Tressi Produções Culturais São Paulo/SP)

Duração: 50 minutos

Faixa etária recomendada: livre

Sinopse: H2oboom é um espetáculo que mescla, água e explosões. Se inicia em tom poético onde balões e mais balões vão aparecendo, compondo as cenas e dando vida ao cenário. El Gran Enano, um excêntrico palhaço, utiliza suas habilidades e delírios para realizar com cada balão um estouro, onde bolas de ping pong, engenhocas, mágica, água e muitas explosões acontecem de maneira crescente, rompendo a barreira entre artista e plateia gerando um jogo interativo conduzindo todos ao clímax do espetáculo, onde o palhaço se torna o alvo do Boom.

Ficha Técnica

Intérprete Criador: Mauro Cosenza

Direção: Victor Avalos (Palhaço Tomate)

Produção Musical: Mauro Cosenza e Fideo Al Joba (Protestango)

Sonoplastia: Gisele Tressi

Iluminação: Rodolfo Giovanetti (Dodo)

Figurinos: Mauro Cosenza e Bernardo Ouro Preto

Composição Cénica: Bernardo Ouro Preto e Mauro Cosenza

Produção Executiva: Gisele Tressi

QUEIJO & GOIABADA – DAS CANÇÕES QUE VOCÊ NÃO AUTORIZOU PRA MIM (Cia Cênica – São José do Rio Preto/SP)

Duração: 75 minutos

Faixa etária recomendada: 12 anos

Sinopse: Partindo do clássico “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, e de canções de cunho romântico do “rei” Roberto Carlos, num ir e vir entre a história de amor plagiada e a música não autorizada, “Queijo & Goiabada – das canções que você não autorizou pra mim” é um encontro da Cênica com seus viveres e questionamentos de percurso. Crítico, ácido, tragicômico. É um espetáculo quase ridículo!

Ficha Técnica

Direção: Fagner Rodrigues

Dramaturgia: Clara Roncatti

Elenco: Beta Cunha, Diego Guirado, Fabiano Amigucci, Fagner Rodrigues, Glauco Garcia,

Jaqueline Cardoso e Vanessa Palmieri

Cenografia: Leandro Madi e Clara Roncatti

Figurinos e Adereços: Adbailson Cuba

Iluminação: Luis Fernando Lopes

Maquiagem: Clara Tremura

Direção Musical e Direção de Texto: Babaya Morais

Arranjos: Diego Guirado

Coreografia: Cássia Heleno

Preparação Vocal: Babaya Morais

SPAGHETTI (Seres de Luz Teatro Campinas/SP)

Duração: 50 minutos

Faixa etária recomendada: 12 anos

Sinopse: Finalmente chegou o dia da tão esperada inauguração deste elegante restaurante estilo “bistrô”. O garçom trabalhou incansavelmente, cuidando dos mínimos detalhes para deixar o local

impecável à espera da seleta freguesia. Mas, um “pequeno exagero“ nos brindes com champanhe durante a festa de inauguração, será a causa de que as coisas não funcionem da maneira esperada. De repente as coisas parecem ganhar vida, mudam de lugar e uma simples tarefa pode representar um caos; tudo se amotina infernizando a sua vida. O restaurante já está pronto e absolutamente nada pode dar errado para receber o primeiro cliente… ou será melhor dizer a primeira “vítima” do dia?

Ficha Técnica

Autoria: Nani Colombaioni (in memoriam) e Leris Colombaioni

Direção: Leris Colombaioni

Garçom: Lily Curcio

Cliente: Vanderléia Will

Cenografia e adereços: Lily Curcio e Abel Saavedra

Concepção de Luz: Eduardo Brasil

Figurino: Lily Curcio

Operador de Luz e som: Eduardo Brasil

Produção Executiva – Wannyse Zivko – Arte & Efeito

ORDINÁRIOS (LaMínima Circo e Teatro São Paulo/SP)

Duração: 70 minutos

Faixa etária recomendada: 14 anos

Sinopse: Ordinários narra a história de três soldados que, depois de uma longa e angustiante espera, enfim recebem uma missão. Ao avançar para o território inimigo, no entanto, percebem que escondem segredos uns dos outros e que são inadequados para a guerra. Mas, afinal, quem é adequado para a guerra?

Ficha Técnica

Concepção: Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim

Roteiro: Newton Moreno, Alvaro Assad e LaMínima

Assistência de dramaturgia: Almir Martines

Direção e preparação mímica: Alvaro Assad

Direção musical e música original: Marcelo Pellegrini

Elenco: Fernando Paz, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim

Iluminação: Marcel Alani

Figurino e visagismo: Carol Badra

Cenografia: LaMínima

Adereços: Dario França, Juciê Batista e Reticências

Assessoria técnica de magia: Ricardo Malerbi

Direção de produção: Luciana Lima

Produção Executiva: Priscila Cha

Produção e Administração: Chai Rodrigues

Supervisão-geral: Fernando Sampaio

Da REDAÇÃO