Instituto CPFL repassa R$348 mil para o Fundo Municipal do Idoso de Rio Preto

Prefeito Edinho Araújo, secretários e representantes da CPFL na solenidade de entrega do cheque para o Fundo Municipal do Idoso

Durante a manhã desta quinta-feira (16), se reuniram com o Prefeito Edinho Araújo em seu gabinete na prefeitura, secretários e representantes da CPFL para a destinação de R$ 348 mil reais do Instituto CPFL para o Fundo Municipal do Idoso de São José do Rio Preto.

O dinheiro é proveniente da dedução do imposto de renda devido da empresa e 1% é destinado a projetos sociais, como os do Fundo do Idoso, Fundo da Criança, PRONON (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica) e o PRONAS (Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência).

O repasse contribuirá para o desenvolvimento de diagnóstico da situação do idoso na cidade, previsto como a etapa inicial do Projeto “Cidade para Todas as Idades”. O conselho Municipal do Idoso vai compor a comissão de diagnóstico e coordenará a execução do projeto que deve ser concluído num período de 18 meses.

Andrea Rodrigues Ferreira coordenadora de projetos do Instituto CPFL comenta que a empresa também se preocupa no desenvolvimento das comunidades, gerando valor e não apenas repassando o recurso, sem gerar legado e deixar a transformação. “Nós temos uma premissa que é contribuir para o fortalecimento de políticas públicas, para fomentar a implementação e a criação de novas políticas públicas”, disse Ferreira.

Atualmente a expectativa de vida para quem nasce na cidade é de 78 anos e há cerca de 80 mil idosos com mais de 60 anos vivendo em Rio Preto. Ao longo dos próximos anos a perspectiva é de que esse número chegue a cerca de 140 mil idosos e em 2030 a cada quatro rio-pretenses, um será idoso. Com esses indicativos o momento é de preparação para que Rio Preto possa ser uma cidade para todas as idades, como comenta o prefeito Edinho Araújo. “Por isso temos que preparar a cidade e este programa, juntamente com a CPFL, vem ao encontro dessas políticas públicas que adotaremos em sintonia com todas as secretarias, tendo em vista a realidade presente e a perspectiva futura”, disse o prefeito.

O projeto “Cidade para Todas as Idades” irá desenvolver um conjunto de ações que possibilitará ao município oferecer ao idoso melhorias com padrões internacionais em áreas como infraestrutura e convivência inclusiva, além da possibilidade de Rio Preto fazer parte de uma rede global de cidades amigas do idoso, em que participam atualmente 380 cidades em 37 países das Américas, Europa, Ásia e Oceania. Isso possibilita que município compartilhe e troque experiências sobre o tema, participe de fóruns globais de discussão e também obtenha o suporte técnico da OMS (Organização Mundial da Saúde) para o desenvolvimento dos projetos voltados ao envelhecimento ativo.

Neste ano além de Rio Preto, Sorocaba e Gramado (RS) também receberão o repasse e se unem a Veranópolis (RS) e Jaguariúna, que já foram atendidas pelo projeto. Desde 2014, a CPFL procura destinar esse dinheiro a cidades que possuam o Conselho Municipal do Idoso formado e que seja ativo.

Por Priscila CARVALHO

SEM COMENTÁRIOS