INSS já cancelou 27 mil benefícios no Estado

O INSS, que é o Instituto Nacional do Seguro Social, já revisou mais de 126,2 mil benefícios de segurados que recebiam o auxílio-doença e há mais de dois anos não passavam por avaliação médica. Pouco mais que 102,6 mil foram cancelados, o que corresponde a 81% do total. De acordo com o INSS, no Estado de São Paulo, foram enviadas 72,7 mil cartas de convocação para essa revisão e 27 mil foram cessados. No país, o INSS já enviou mais de 322,8 mil cartas de convocação.

O não comparecimento à perícia médica já levou ao cancelamento de 11,5 mil benefícios. Além disso, 17,3 mil benefícios foram convertidos em aposentadoria por invalidez; 1,3 mil em auxílio-acidente; 629 em aposentadoria por invalidez com acréscimo de 25% no valor do benefício e 4,2 mil pessoas foram encaminhadas para reabilitação profissional.

Ao todo, serão convocadas 1,7 milhão de pessoas que há mais de dois anos estão sem perícia. Dessas, 530 mil recebem o auxílio-doença e 1,1 mil são aposentados por invalidez com menos de 60 anos. Segundo a assessoria de imprensa do Instituto, eles não têm os dados regionais sobre a revisão dos benefícios por incapacidade.

É importante ressaltar que, após o recebimento, o segurado tem cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135. O beneficiário que não atender a convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso.

O pente-fino é realizado de acordo com a capacidade de atendimento das agências e a quantidade de benefícios vinculados a cada uma delas. Caso uma agência tenha concluído a revisão com os segurados abaixo de 60 anos, inicia-se o processo com os acima dessa idade.

 

Por Luna Kfouri

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS