Insatisfação com o corpo é alta entre jovens

A maioria dos jovens está insatisfeita com o próprio corpo. A não aceitação da forma física afeta ambos os sexos. Grande parte está descontente com o peso, com a altura, estrias, cabelo e imperfeições no nariz.

Estes problemas, muitas vezes, afetam a autoestima. A sociedade valoriza muito a imagem e a apresentação, isso induz o indivíduo a pensar de maneira irreal a respeito de si próprio.
Segundo o psicólogo Marcus Vinicius Gabriel, algumas meninas são projetadas pela família para serem vista como “princesinhas”, e muitas vezes usam a Barbie como exemplo e acabam se espelhando nisso.

“Isso influência muito na forma de pensar. Diante dessas projeções, as pessoas começam a idealizar e se projetar nos objetos referenciais. A intervenção principal é desconstruir um pouco esses mitos e trazer o jovem para realidade”, explicou Marcus.

A estudante Vanessa Bonfante se incomoda com o excesso de peso, mas sabe que para isso mudar, depende apenas dela. “Atualmente o que mais vem me incomodando é a minha barriga. Já tentei fazer dieta, já fui à nutricionista, mas percebi que se a vontade não partir de mim eu não consigo emagrecer”, contou.
“Apesar do peso, e dos defeitos que encontro em mim nunca fiquei para baixo por causa disso, nunca deixei de gostar de mim mesma e de me achar linda. Encaro esse desafeto no dia a dia normalmente, mas claro que em alguns dias a barriguinha me incomoda muito, principalmente na hora de me vestir”, finalizou.
Colaborou: Carol PASCHOALON

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS