Inglaterra quebra jejum de 28 anos e Rússia cai nos pênaltis

Foto: Divulgação

A segunda semifinal da Copa do Mundo foi definida neste sábado (7). A Inglaterra venceu a Suécia por dois a zero e volta a disputar uma semifinal depois de 28 anos. Já a Croácia precisou dos pênaltis para vencer os anfitriões em um jogo repleto de emoções. Inglaterra e Croácia se enfrentam na quarta-feira (11), às 15h, no Luzhniki Stadium.

Suécia 0x2 Inglaterra

Os ingleses voltaram a se dar bem pelas jogadas aéreas e avançaram para a semifinal pela primeira vez de 1990. Se a geração de John Terry, Beckham, Lampard, Gerrard e Ashley Cole não foi capaz de levar a equipe da terra da rainha ao pódio, o time de Harry Kane, Dele Alli, Pickford e companhia pode fazer história e conseguir o bicampeonato.

Não houve muitas chances de gol para os dois lados. A Inglaterra conseguiu abrir o placar aos 30 minutos do primeiro tempo com Maguire de cabeça. No segundo tempo, o goleiro Pickford (carinhosamente chamado Pink Floyd pelos torcedores) fechou o gol e anulou todas as chances dos suecos. Dele Alli definiu a classificação dos ingleses com mais um gol de cabeça aos 13 minutos. Harry Kane passou em branco pela primeira vez na Copa do Mundo, mas segue como artilheiro isolado.

Rússia 2×2 Croácia (Pênaltis 3×4)

A Rússia jogou com garra, mas não conseguiu a classificação contra a Croácia. Os russos até saíram na frente com um belo chute de fora da área de Cheryshev, mas cederam o empate ainda no primeiro tempo para um gol de cabeça de Kramaric. Na segunda etapa, o jogo ficou lento e os times pareciam querer levar o jogo para a prorrogação. O goleiro croata, Subasic, chegou a se machucar nos acréscimo mas seguiu em campo, já que a Croácia havia feito todas as substituições.

Na prorrogação o jogo ficou emocionante. Vida aproveitou o cruzamento na área para deixar a Croácia em vantagem no final do primeiro tempo. Os russos partiram para pressão, mas Subasic fez grandes defesas. Faltando cinco minutos para acabar, Dzagoev cobrou uma falta para a área e o brasileiro Mario Fernandes desviou de cabeça para deixar tudo igual no placar.

Nos pênaltis, Subasic foi recompensado por ficar em campo e pegou o pênalti mal batido de Smolov. Akinfeev também fez uma defesa no chute de Kovacic. Brozovic, Modric e Vida marcaram para a Croácia, enquanto Dzagoev, Ignashevich e Kuzyaev fizeram pra Rússia. Mario Fernandes, que havia salvado o time russo na prorrogação, chutou pra fora e Rakitic deu a vitória por quatro a três para os croatas. A Croácia volta a semifinal depois de 20 anos e pode conquistar o título inédito nesta edição da Copa.

Colaborou: Vinicius LIMA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS