IEFA está com inscrições abertas para os cursos de 2019

Foto Claudio Lahos

O IEFA (Instituto Educacional Francisco de Assis) abriu, nesta semana, inscrições para
os cursos do primeiro semestre de 2019. A qualificação profissional oferecida pelo instituto é totalmente gratuita e voltada a toda a comunidade.

As possibilidades de opções são variadas. Os interessados terão a oportunidade de escolher um dos mais de dez cursos oferecidos. Quem procura qualificação, pode
ir ao instituto para se inscrever até 30 de novembro.

Os cursos apresentam certificados e todos eles são oferecidos em parcerias com o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). Além da gratuidade na qualificação, os alunos têm a oportunidade de conseguir descontos nas passagens de ônibus para frequentar as aulas. Alunos de cursos ministrados em parceria com o Senai conseguem 100% do vale transporte. Já os do Senac, 50%.

O instituto oferece cursos em diferentes turnos. Na parte da manhã, os interessados
podem escolher entre Costura, Modelista de Malharia, Pizzaiolo e Informática 3ª Idade.
No período da tarde, há o de Auxiliar de Escritório, Doceiro,Programador de Sistemas e
Padeiro. Por fim, à noite, os de Auxiliar Administrativo, Modelista e Salgadeiro. A frequência e o horário variam bastante em relação aos cursos, porém há várias possibilidades.

Aline Eloá é professora do Senac e desenvolve um trabalho no IEFA há sete anos por meio de uma parceria entre os centros de ensino. Ela ministra diferentes cursos no instituto, como de Costura,Modelagem, Patchwork. Com todo o tempo de experiência,
Aline comenta um pouco a importância do IEFA na vida dos alunos. “O IEFA é extremamente importante, o apoio que eles dão. Não só na qualificação profissional.

Aqui, tem todo um apoio, com assistente social, com a psicóloga. Eu digo que o IEFA é uma mãe para os alunos, por conta de todo o apoio que eles têm aqui. Eles saem bem preparados para o mercado de trabalho”, enfatiza a professora.

Para se inscrever em uma das vagas, o interessado precisa ir ao instituto até o dia 30
de novembro. É importante que a pessoa leve alguns documentos,como RG, CPF,
comprovante de residência, comprovante de renda familiar e declaração ou histórico
escolar.

O IEFA fica localizado na rua Euclides de Lima, 175, bairro Romano Calil. As inscrições
podem ser realizadas de segunda a sexta, das 8h às 18h. “Depois da inscrição é feita
uma seleção de acordo com o número de vaga por curso. Os escolhidos são chamados para fazer a matrícula e os demais ficam em uma lista de espera para outra oportunidade”, comenta Camila Lima de Lucas, psicóloga do IEFA.

Camila, além de ressaltar a importância do instituto na forma profissional de quem
precisa, aproveitou o momento para convidar as pessoas para ir conhecer o instituto e realizar inscrição. “Eu gostaria de convidar as pessoas para virem fazer a inscrição.

Conhecer o instituto e tirar as dúvidas. Convido a todos que venham aqui que a gente mostra, explica os cursos e realizem a inscrição para fazer um dos cursos”, convida a psicóloga “O IEFA é muito bom. Eles ensinam, os professores são excelentes. Aqui a gente tem a oportunidade de sair depois para o mercado de trabalho. As pessoas que tiverem oportunidade venham fazer a inscrição para poder aprender, pois o conhecimento que temos é magnífico” Regiane Rodrigues da Silva Yamaoka, 44 anos.

“Eu vim fazer o curso no IEFA , porque eu tinha um sonho de ser costureira e eu
cheguei aqui e encontrei até mais do que eu procurava. Aqui faz corte de costureiro,
modelagem, tem uma série de coisas e fora outros cursos que a pessoa pode encontrar aqui.

É importante, pois daqui você já sai pronta para o mercado de trabalho, sai formada. É gratuito, a gente não paga nada. Nem o lápis que a gente usa”, Lusia Oliveira Zioti, 59 anos. “Eu vim para cá faz três anos. Sempre morei em São Paulo, capital. Fiquei sabendo do IEFA por meio de uma vizinha e foi uma grande oportunidade.

Além de fazer novas amizades, a gente conhece também a qualificação que a cidade nos oferece. Eu estou desempregada e fazer o cursos é uma qualificação a mais,
pois além de aprender, você conhece para fazer para si própria. Eu achei um ambiente
muito acolhedor. É tudo feito com carinho. Não é só uma qualificação, tem uma triagem
antes que é um certo carinho ao próximo. Um respeito pelo situação de cada um.

Consegue compreender o que cada um quer. Na triagem ela perguntam o que realmente você quer fazer, para te direcionar um curso através do seu perfil. O perfil de cada um. Isso que achei interessante. É um conhecimento para si e profissionalmente
também” Eliene Reis, 32 anos.

 

Por Leandro BRITO 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS